in

Após sofrer bullying no trabalho, engenheira perde 30 kg e fica irreconhecível: ‘Engenheira fitness’

A reviravolta em sua vida veio após a engenheira sofrer bullying de amigas e de colegas de trabalho.

Sara Marcelino
Publicidade

Sara Marcelino, de 32 anos, viu sua vida se resumir a dificuldades ao chegar aos 103 kg. No trabalho, a engenheira civil enfrentou diversas barreiras por conta do excesso de gordura corporal.

Em diversas ocasiões, Sara se sentiu constrangida ao não conseguir subir em um andaime ou até mesmo por não conseguir ter acesso a determinados pontos das obras onde trabalhou por conta de sua estatura, além disso, o que parecia doer ainda mais eram as piadas maldosas feitas pelos colegas.

Segundo a engenheira de João Pessoa, Paraíba, seu ganho de peso começou na época da faculdade, por volta dos 23 anos, quando pesava cerca de 85 kg. Porém, Sara só se deu conta de que a gordurinha a mais estava se tornando um grande problema três anos depois, quando percebeu um aumento de 42 para 46 na numeração de suas calças.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Com isso, a engenheira relata que sua autoestima foi ficando cada vez menor, o que causou impacto em sua vida amorosa. Ela afirma ter tipo alguns namorados, porém, acreditava que os homens não se interessavam por ela pelo fato de ela acima do peso.

Aos 28 anos, chegou aos 103 kg, o seu limite na balança. Com um 1,70 de altura seu IMC apontava obesidade. Nesse período passou a sofrer bullyng de amigas e dos colegas de profissão. “Teve um dia em que tentei subir em um andaime e não consegui por estar muito pesada. Meus colegas deram risada, fiquei arrasada e fui para a minha sala chorar”, diz a engenheira.

Após isso, Sara resolveu mudar. Seu emagrecimento começou em fevereiro de 2017, quando comentou sobre seu objetivo com uma amiga, que lhe indicou uma nutricionista. Na avaliação, a engenheira descobriu que possuía incríveis 43% de gordura corporal, ou seja, quase metade de seu corpo era composto de gordura.

Sara passou a seguir uma rotina pesada por sete meses, que lhe rendeu 30 kg a menos, alcançando os 73 kg e 15% de gordura, índice considerado muito bom para a saúde e, inclusive, observado em atletas. Veja como ela ficou.

A vida de Sara nunca mais foi a mesma. Com seu novo estilo de vida, a autoestima, a saúde, o lado profissional e a parte amorosa melhoraram e muito. Além disso, a engenheira relata que, após sua transformação, ganhou o respeito e a admiração dos colegas de trabalho, que agora a chamam de engenheira fitness.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Higor Mendes

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.