in

Criminoso? Cavalo é encontrado com tornozeleira eletrônica em cidade do Ceará

Animal foi encontrado por moradores portando tornozeleira de um detento que estava em regime semiaberto.

Divulgação - G1
Publicidade

Um fato inusitado chamou a atenção dos moradores da cidade de Iguatu na última terça-feira (6). Após denúncias, a Polícia Militar do município do interior cearense encontrou um cavalo portando uma tornozeleira eletrônica, aparelho utilizado para monitorar presos que estão no regime semi-aberto.

De acordo com o delegado da Polícia Regional, Marcos Sandro, as autoridades já identificaram o homem que deveria estar usando a tornozeleira, que diante da ação é considerado foragido da Justiça.

O homem que colocou o objeto no cavalo foi condenado por crime de tráfico de drogas e assalto na cidade de Várzea Alegre, região do Cariri cearense, situado há cerca 62 km de Iguatu.

Publicidade


“Ele fugiu de Várzea Alegre e, possivelmente, passando por Iguatu, colocou a tornozeleira no cavalo, que estava na rua, para tentar despistar a polícia. Conseguimos identificar o criminoso pelo número da tornozeleira,
disse Marcos Sandro.

Publicidade
Publicidade

Segundo o delegado, não foi necessário identificar o dono do animal, uma vez que ele não teve relação nenhuma com o crime. Retirada do cavalo, a tornozeleira foi levada para Delegacia Regional, onde foi registrado o Boletim de Ocorrência.

O juiz responsável pelo caso do homem foragido, já tomou ciência do ocorrido, e reverterá a pena do criminoso para o regime fechado.

Punições da lei

Com base na Lei de Execução Penal, o preso que possui tornozeleira eletrônica descumpre a condição se não respeitar o perímetro estabelecido pela Justiça, sendo considerado “falta grave”.

Neste cenário, este tipo de delito configura a perda do direito à progressão do regime fechado ao semiaberto ou aberto, entre outros possíveis benefícios.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade