in

Cantor sertanejo teria sido enterrado vivo em SP; corpo estaria de bruços e caixão arranhado

História tenebrosa de sertanejo que foi enterrado vivo assusta moradores de Mogi das Cruzes (SP) há décadas.

Metrópoles
Publicidade

Nesta semana, o site Metrópoles atualizou uma das histórias que mais assombra a cidade de Mogi das Cruzes, no estado de São Paulo. Enterrado no cemitério da Saudade, o cantor Aladim tem sua morte cheia de mistérios. Ele formava a dupla sertaneja Alan e Aladim. No entanto, durante uma cirurgia em um dente, o cantor acabou falecendo de parada cardíaca. 

A morte do artista foi no ano de 1992 e, hoje, quase 30 anos após o falecimento, Aladim ainda tem sua história assombrando os que moram perto do cemitério onde foi enterrado. Reza a lenda que o cantor não havia morrido quando foi enterrado. Moradores da região confirmam que ele teria sido vítima da chamada catalepsia. 

As suspeitas em torno disso aumentaram após arranhões terem sido encontrados na parte de dentro do caixão. Apesar de todo o sucesso do famoso, o ícone do sertanejo teve um enterro simples. Os arranhões no caixão teriam sido descobertos, após a família do artista precisar fazer a exumação do corpo.

Publicidade

Jornais da época confirmam que a exumação encontrou o cantor de bruços e suas unhas estariam cheia de farpas de madeira.

Publicidade
Publicidade

O que é a catalepsia?

A doença é muito rara e nela o coração bate tão devagar que, muitas vezes, não pode ser notado. Ao voltar o funcionamento normal, a vítima pode já estar até enterrado. 

No entanto, administradores do cemitério garantem que a história não é verdadeira, mas sim uma lenda popular. “O túmulo de Aladim nunca foi aberto. Ele morreu por complicações médicas“, chegou a dizer, em 2019, um dos administradores do cemitério no ano passado ao site UAI. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.