in

Bonner recebe duras críticas após notícia triste dada no Jornal Nacional

Internautas postaram críticas em post do perfil do Jornal Nacional no Twitter.

Reprodução: Globo
Publicidade

O Jornal Nacional e os demais telejornais exibidos pela Rede Globo têm dedicado amplo espaço para a cobertura referente à pandemia causada pelo novo coronavírus. Em todos os telejornais da emissora, os apresentadores atualizam o quadro de mortes em decorrência da Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

No Jornal Nacional, todas as noites, William Bonner ou Renata Vasconcelos, atualizam o número de mortes por Covid-19 no Brasil. Nesta segunda-feira (29), Bonner divulgou os dados do Consórcio formado por diversos veículos de comunicação que têm apurado junto as secretarias estaduais de saúde os números da pandemia.

Nas últimas 24 horas, informou Bonner na noite desta segunda, o número de mortes foi de 727. O número total dde óbitos em decorrência da Covid-19 chegou a 58.385. Os casos somam 1.370.488, dos quais 25.234 foram registrados nas 24 horas anteriores à consolidação desses dados, que ocorreu às 20h desta segunda.

Publicidade

Publicidade

No Twitter, o perfil oficial do Jornal Nacional postou o link para a notícia dada ao vivo no telejornal e houve bastante críticas. “Quando o número de mortes é mais baixo, eles não citam isso na manchete”, afirmou um internauta. “E os curados? Por que não informa notícias boas?”, escreveu mais um. “Morte, morte, morte”, criticou outro.

O Brasil é o segundo país do mundo com o maior número de casos e o maior número de mortes. Apenas os Estados Unidos, líder nos dois rankings, está à frente do Brasil.  No país de Donald Trump morreram 129.544 pessoas e 2,6 milhões de casos foram O Reino Unido é o terceiro colocado em mortes. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br