in

Auxílio emergencial: o que se sabe até agora sobre o pagamento das parcelas extras

Parcelas extras do auxílio emergencial geram expectativa em milhões de brasileiros.

Câmara dos Deputados / Caixa
Publicidade

Mais de 60 milhões de brasileiros, quase um terço da população, foram aprovados para receber o auxílio emergencial. O benefício foi anunciado em março e começou a ser pago em meados de abril. A princípio, seriam três parcelas em abril, maio e junho.

Tudo indica que haverá prorrogação do pagamento. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) já falou sobre isso em algumas oportunidades. O presidente e sua equipe econômica confirmam o pagamento de parcelas extras do benefício. A grande discussão gira em torno do valor do benefício e da quantidade de parcelas.

O presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) defende a prorrogação por dois meses mantendo o mesmo valor atual. Já Bolsonaro defende três parcelas com pagamento escalonado, indo de R$ 500 em julho e chegando a R$ 300 em setembro. Para que isso seja aprovado, o presidente precisa enviar o projeto à Câmara.

Publicidade

Caso mantenha em R$ 600, Bolsonaro não precisa enviar proposta ao Congresso Nacional. A disputa do Governo Federal com os deputados e senadores devem ser intensas. Muitos deles já se manifestaram a respeito do auxílio e parecem ter uma opinião diferente da do governo.

Publicidade

Marcelo Freixo (PSOL-RJ), por exemplo, defende ao lado de outros colegas da esquerda que o benefício seja estendido até o fim do ano e que o valor atual seja mantido. Bolsonaro afirma que não é possível manter o valor atual por falta de dinheiro.

Em meio a debates e opiniões públicas, o que se sabe até agora é que o benefício deve ser prorrogado. Resta saber qual será o valor e a quantidade das parcelas. Como Bolsonaro e sua equipe econômica defendem mudança nos valores, é preciso saber quando o Governo Federal encaminhará nova proposta ao Congresso.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br