in

Auxílio emergencial: o que se sabe até agora sobre o pagamento das parcelas extras

Parcelas extras do auxílio emergencial geram expectativa em milhões de brasileiros.

Câmara dos Deputados / Caixa
Publicidade

Mais de 60 milhões de brasileiros, quase um terço da população, foram aprovados para receber o auxílio emergencial. O benefício foi anunciado em março e começou a ser pago em meados de abril. A princípio, seriam três parcelas em abril, maio e junho.

Tudo indica que haverá prorrogação do pagamento. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) já falou sobre isso em algumas oportunidades. O presidente e sua equipe econômica confirmam o pagamento de parcelas extras do benefício. A grande discussão gira em torno do valor do benefício e da quantidade de parcelas.

O presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) defende a prorrogação por dois meses mantendo o mesmo valor atual. Já Bolsonaro defende três parcelas com pagamento escalonado, indo de R$ 500 em julho e chegando a R$ 300 em setembro. Para que isso seja aprovado, o presidente precisa enviar o projeto à Câmara.

Publicidade

Caso mantenha em R$ 600, Bolsonaro não precisa enviar proposta ao Congresso Nacional. A disputa do Governo Federal com os deputados e senadores devem ser intensas. Muitos deles já se manifestaram a respeito do auxílio e parecem ter uma opinião diferente da do governo.

Publicidade

Marcelo Freixo (PSOL-RJ), por exemplo, defende ao lado de outros colegas da esquerda que o benefício seja estendido até o fim do ano e que o valor atual seja mantido. Bolsonaro afirma que não é possível manter o valor atual por falta de dinheiro.

Em meio a debates e opiniões públicas, o que se sabe até agora é que o benefício deve ser prorrogado. Resta saber qual será o valor e a quantidade das parcelas. Como Bolsonaro e sua equipe econômica defendem mudança nos valores, é preciso saber quando o Governo Federal encaminhará nova proposta ao Congresso.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br