in

A mudança no caso Rafael que está deixando todos de boca aberta

A Polícia Civil voltou a defender a linha de investigação, que aponta que Alexandra agiu sozinha.

Correio do Povo
Publicidade

Um dos casos de maior repercussão nos últimos tempos é a morte do menino Rafael, de apenas 11 anos de idade. O menino foi morto pela própria mãe, identificada como Alexandra Dougonkeski, na cidade de Planalto, no estado do Rio Grande do Sul. Neste domingo, 28 de junho, o Correio do Povo trouxe uma atualização sobre o caso, que está deixando muita gente de boca aberta. 

Isso porque Alexandra Dougonkeski teria mudado a versão apresentada à polícia sobre a morte do filho. Dessa maneira, ela pode ser enquadrada em homicídio doloso, quando há a intenção de matar. Também dessa forma, a mãe que matou o filho pode ter uma condenação mais dura, já que entenderia que seus atos poderiam tirar a vida do filho.

Segundo o site Correio do Povo, a investigação sobre a morte de Rafael já está na reta final. A polícia explicou que a mãe do menino Rafael teria agido sozinha e teria sido bastante metódica ao dar fim no próprio filho. A motivação do crime também foi explicada pela polícia, que disse que Alexandra Dougonkeski teria tirado a vida do filho porque não gostava de ser desrespeitada.

Publicidade

Rafael, como é comum entre muitos meninos de sua idade, passava horas do dia jogando videogame. A mãe dele, no entanto, não gostava desse comportamento e teria dado remédios de ansiedade para o garoto.

Publicidade
Publicidade

Alexandra Dougonkeski contou que teria exagerado na dose do remédio de ansiedade dada à criança. Depois de morto, ela teria amarrado uma corda no pescoço do garoto e o arrastado o corpo da criança até uma casa vizinha que foi abandonada.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.