in

Camelô com deficiência recebe jato de spray de pimenta nos olhos e vídeo causa revolta nos brasileiros

A maneira ostensiva com a qual os guardas municipais agiram diante do camelô está dividindo opiniões entre os internautas nas redes sociais.

Facebook/Olá Niterói | Reprodução
Publicidade

Nesta quinta-feira (25), o vendedor ambulante teve a sua mercadoria confiscada por guardas municipais, e recebeu jatos contendo spray de pimenta nos olhos. A maneira ostensiva com a qual os agentes agiram diante do camelô está dividindo opiniões entre os internautas nas redes sociais, após as imagens serem replicadas de maneira viral.

Conforme consta nos registros, a atitude dos guardas foi considerada incompatível e desproporcional com a operação, uma vez que o camelô possui dificuldade de locomoção. Por ser acometido por uma deficiência, precisa do auxílio de muletas para conseguir se locomover, o que não justificaria o uso dos jatos de spray de pimento, recomendáveis apenas para a dispersão de multidões ou imobilização de eventuais agressores.

As imagens foram inicialmente publicadas em uma página no Facebook intitulada Olá Niterói. O vídeo foi gravado por uma moradora da região que, indignada com a forma truculenta com a qual o homem estava sendo tratado, sacou o seu aparelho celular e começou a fazer os registros.

Publicidade

Nas imagens, os agentes aparecem recolhendo todas as mercadorias que o vendedor estava comercializando. Na sequência, avançam em sua direção e começam a disparar o spray. Neste momento, muitas pessoas ao redor vaiam a atitude dos guardas.

Publicidade
Publicidade

Que covardia.Isso me revolta muito !Ambulante deficiente físico tem o seu material de trabalho (panos de chão) apreendido pela GM e ainda leva spray de pimenta no rosto. Confira o vídeo 👇#guardamunicipaldeniteroi #prefeituradeniteroi #seopFonte do vídeo: desconhecida

Gepostet von Olá Niterói am Freitag, 26. Juni 2020

Por conta da pandemia do novo coronavírus, os ambulantes não estão autorizados a retomar suas atividades por enquanto. Impedidos de trabalhar, a prefeitura estaria pagando a quantia de R$ 500 como forma de auxílio emergencial próprio aos camelôs. A prefeitura de Niterói não se manifestou sobre a atitude dos guardas municipais.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Henrique

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.