in

Nuvem de poeira gigante: a expectativa para a chegada de fenômeno perigoso

Poeira chega a cobrir um território maior que Estados Unidos e Canadá juntos e tem efeitos no clima e na saúde das pessoas.

G1
Publicidade

Nesta quarta-feira, 24 de junho, imagens que mostram o descolocamento de uma nuvem gigante de poeira foram divulgadas pela mídia. A nuvem marrom já atinge pelo menos dois continentes em áreas opostas da terra. A nuvem teria saído do deserto do Saara e já teria chegado ao Caribe. O continente da América do Sul também já teria sido atingido parcialmente.

Países como a Venezuela também já teriam sido atingidos pela nuvem. Essa teria sido a pior nuvem de poeira que atinge a região caribenha nos últimos 50 anos e existe a expectativa para a chegada dela em alguns países. Especialistas chamam o fenômeno de “nuvem de poeira Godzilla“, tamanho o seu tamanho e poder devastador. 

A recomendação para a população é que se use máscara de proteção e evite exercícios físicos nas ruas. A Agência Meteorológica Norte Americana divulgou uma imagem de satélite que indica o deslocamento da nuvem. 

Publicidade

Essa massa de ar seco e carregada de partículas de areia se forma sobre o deserto do Saara no final da primavera. Normalmente, quando a nuvem consegue sair do continente africano, ela não demora mais que uma semana para se dissipar. Dessa vez, no entanto, a duração da nuvem pode ser maior, tamanho o caminho que ela está percorrendo e ainda com força. 

Publicidade
Publicidade

Veja abaixo o antes e depois da nuvem de poeira em uma região das Américas. A mudança é realmente impressionante e serve de alerta para os moradores das regiões atingidas. 

Nas redes sociais, muita gente tem associado os fenômenos meteorológicos somados dos últimos tempos a supostas “pragas” dividinas. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.