in

Nova posição sobre prorrogação do auxílio chama a atenção: ‘R$ 600 por mais 2 ou 3 meses’

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia se posicionou em relação às parcelas extras do auxílio.

Caixa
Publicidade

Milhões de brasileiros que recebem o auxílio emergencial vivem a expectativa de o pagamento ser prorrogado por mais dois meses. A posição oficial do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do ministro da Economia, Paulo Guedes, é de que haverá duas parcelas extras, mas o valor não foi revelado.

Presidente da Câmara, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ), postou dois tuítes em que opinou sobre o assunto. O discurso de Maia nas redes sociais chama a atenção. Em sua opinião, o auxílio emergencial deveria ser mantido em R$ 600 e deveria haver o pagamento de mais duas ou três parcelas.

“A todos que me perguntam sobre o auxílio emergencial: sou a favor da prorrogação do auxílio de R$ 600 por mais 2 ou 3 meses. Todos os indicadores apontam uma forte queda da economia no terceiro trimestre”, escreveu o deputado federal. Maia disse ter certeza que sua posição é acompanhada pela maioria dos deputados.

Publicidade

“O governo não pode esperar mais para prorrogar o auxílio. A ajuda é urgente e é agora”, finalizou o deputado. O presidente e o ministro da Economia já deixaram claro que o valor será inferior a R$ 600. A princípio, pensava-se em R$ 300, mas nos últimos dias a ideia que teria ganhado força é a de pagar R$ 400.

Publicidade
Publicidade

Para que o auxílio emergencial tenha um novo valor, o Governo Federal terá que enviar novo projeto à Câmara dos Deputados. Se os 600 fossem mantidos, não precisaria de nova proposta enviada ao Legislativo. Cerca de 63,5 milhões de brasileiros têm direito ao auxílio emergencial, que começou a ser pago em abril.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br