in

Luto em família: dois irmãos morrem após levarem choque elétrico

Segundo concessionária de energia, dupla estava fazendo trabalho de corte de árvores na região quando uma das árvores tombou e rompeu a rede.

Portal do Zacarias
Publicidade

Uma fatalidade foi registrada na tarde da última quinta-feira (18), na Comunidade do Canarana, zona rural do município de Maués, cerca de 257 quilômetros de Manaus capital do Amazonas (AM). Na ocasião, dois irmãos morreram eletrocutados após tocarem em um fio de alta-tensão. As vítimas foram identificadas como Ruan Batista Moraes, de 20 anos, e Aldson Luan Batista Moraes, de 22 anos.

Segundo a imprensa local, em boa parte da comunidade onde os jovem moravam, o fornecimento de energia estava interrompido por por conta da queda de uma árvore em cima da fiação. Diante dos fatos, os irmãos resolveram limpar um terreno onde vários fios de alta-tensão estavam espalhados no meio do mato.

Porém, por volta das 13 horas outros moradores que estavam trabalhando em outra parte do terreno conseguiram restabelecer o fornecimento de energia. De acordo com testemunhas, os irmãos estavam descalços e com os pés em cima dos fios de alta-tensão e, assim que a energia foi religada os irmãos receberam uma descarga elétrica.

Publicidade

Conforme relatos de uma testemunha, Aldson foi o primeiro que levou o choque. Ruan estava perto e tentou ajudar o irmão e nesse momento ele também recebeu uma descarga elétrica.

Publicidade

Através de uma nota a Amazonas Energia lamentou a morte dos irmãos e desaprovou a atitude tomadas pelos moradores em religar a energia.

A Amazonas Energia lamenta o ocorrido na manhã de quinta-feira (18), na comunidade ribeirinha Nossa Senhora de Fátima do Canarãna, Zona Rural de Maués, onde duas pessoas foram vítimas de choque elétrico, chegando a óbito. A Amazonas Energia reforça que somente funcionários da Empresa podem manusear a rede elétrica e, qualquer trabalho de limpeza nos ramais onde possui rede elétrica deve ser comunicado previamente à Empresa“.

Publicidade
Francisco Nunes

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional.