in

4 sinais de quem bebe café em excesso; consumo exagerado pode causar graves danos à saude

A bebida é muito apreciada, porém, o consumo em excesso pode ter consequências sérias para a saúde.

Noticias ao minuto
Publicidade

Um cafezinho é sempre gostoso para ser degustado. Seja na parte da manhã ou depois do almoço, os apreciadores dessa bebida não abrem mão de uma boa xícara. Existem algumas pessoas que não se sentem bem se ficarem sem tomar o café, sendo uma das reações mais comuns a dor de cabeça.

Dificilmente algum brasileiro não gosta de tomar, já que ele é conhecido por dar energia e melhorar a concentração, sendo excelente para dar aquele upgrade para enfrentar a árdua jornada do dia a dia. Mas, algumas pessoas gostam tanto que tendem a exagerar no consumo. O que muitas pessoas não sabem, é que a ingestão em excesso da bebida pode trazer problemas ao organismo.

De acordo com um artigo que foi divulgado pelo nCultura, os apreciadores do café pode facilmente acabar abusando do seu consumo. Se você gosta bastante de um cafezinho, fique atento aos sinais que o corpo dá que podem indicar que está ultrapassando o limite do consumo.

Publicidade

Dor de estômago

O café atua no corpo potencializando a produção de ácidos no estômago, o que pode acabar ocasionando incômodos como gastrite, úlcera e queimação. Para quem não sabe, a bebida de forma demasiada pode provocar azia.

Publicidade

Dor de cabeça

Segundo o artigo da nCultura explica, o café provocar uma sobrecarga no cérebro. Isto acontece porque a bebida é diurética e estimulante ao mesmo tempo. O consumo excessivo pode acabar provocando dor de cabeça no indivíduo por causa de períodos de abstinência.

Insônia

A bebida é conhecida pelo seu efeito energético e que se prolongam no tempo, podendo demorar até 14 horas até poder desaparecer por completo do organismo. Por esse motivo, não é indicado tomar a bebida à noite, sendo recomendada a ingestão até as 18h no máximo.

Nervosismo

A cafeína pode causar aumento dos níveis de concentração e foco dos seus consumidores. Contudo, ao aumentar o estado de alerta da pessoa, a substância causa outros sintomas desagradáveis, como palpitações, estresse, ansiedade e, em casos considerados mais extremos, arritmias.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade