in

Filha faz apelo desesperado após perder pai por falta de vaga na UTI: ‘Pense no próximo’

O pedreiro estava entubado desde a última sexta-feira (12) e aguardava por um leito de UTI.

Divulgação/G1
Publicidade

A pandemia do novo coronavírus continua fazendo milhares de vítimas fatais pelo Brasil. Aos poucos, a histórias das pessoas que tiveram a vida interrompida vão se desenhando através do desabafo emocionado dos parentes, que precisam enfrentar a dor e o luto de perder um ente querido.

Aparecido Vieira, de 57 anos, era pedreiro e foi enterrado na manhã desta última quinta-feira, 18 de junho, depois de se tornar mais uma das vítimas fatais da Covid-19. Ele ficou aguardando por um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por cinco dias. O morador de Santa Bárbara d’Oeste, São Paulo, estava entubado e seu estado era considerado grave pelos médicos. Respirando com a ajuda de aparelhos desde o dia 12 de junho, o quadro de Vieira evoluiu rapidamente para insuficiência renal e respiratória.

Antes da morte do pedreiro, a filha chegou a fazer uma postagem na rede social, dizendo que o pai estava aguardando o leito. Depois de ter enterrado o pai, a jovem resolveu gravar um vídeo, relatando a perda e aproveitou para mandar um recado à população. “Eu acabei de enterrar meu pai. Eu queria dizer que eu nunca imaginei passar por essa situação. Ele, uma pessoa tão trabalhadora e pagava certinho seus impostos, e não conseguir uma vaga de UTI, não ser tratado com dignidade… Eu tô sabendo que já tem mais gente na mesma situação e não tem leitos disponíveis”, iniciou a filha.

Publicidade

“Eu queria deixar um recado para quem tá achando que tudo isso é brincadeira, que fique em casa, que se cuide, pense no próximo, na família”, desabafou a filha de Aparecido. De acordo com o genro do pedreiro, por causa da demora, a médica que prestava atendimento teria feito uma carta de próprio punho relatando a necessidade do leito para o paciente. O intuito era acionar a justiça para tentar conseguir a vaga na UTI através de uma liminar.

Publicidade
Publicidade

A carta explicava com detalhes o estado do paciente e que seu estado era grave. A cidade conta apenas com 15 leitos de UTI, sendo 10 para uso geral e cinco foram direcionados para o tratamento da Covid. A prefeitura do município está implantando mais 10 leitos novos e destes cinco serão direcionados para pacientes com coronavírus.

A prefeitura da cidade se manifestou através de uma nota dizendo que a vaga para o pedreiro havia sido disponibilizada no final da noite da última terça-feira, 16 de junho, porém ele não tinha condições clínicas para ser transferido.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade