in

Jornal Nacional exibe vítimas fatais e Renata Vasoncellos dá mais uma notícia triste

Apresentadora atualizou os dados sobre as mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil.

Reprodução Globo
Publicidade

Os números da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, são preocupantes no Brasil, e têm ocupado boa parte dos telejornais brasileiros. O Jornal Nacional, exibido pela Rede Globo, dedica bastante minutos todos os dias para fazer a cobertura da pandemia que assola o mundo todo.

Desde o mês passado, o Jornal Nacional tem exibido fotos das vítimas fatais na projeção atrás dos apresentadores. Esta foi uma encontrada pelo jornal para mostrar que as mortes são mais do que números. São rostos de pessoas que tiveram a vida interrompida por causa do vírus que se disseminou através da China.

Nesta quarta-feira (17), a apresentadora Renata Vasconcellos atualizou os telespectadores com os números organizados pelo consórcio de comunicação formado por O Globo, G1, Extra, UOL, Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo. Ao fundo, apareciam os rostos de algumas das vítimas fatais.

Publicidade

De acordo com os dados do Consórcio, o número de mortes no Brasil é de 46.665. Nas últimas 24 horas, foram 1.209 mortes em todo o país. O número de casos cresceu 31.475 no dia, chegando a um total de 960.309 casos.
O Brasil é o segundo país do mundo em número de casos e de mortes.

Publicidade
Publicidade

Apesar do alto número de mortes, cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, as mais atingidas pela Covid-19, estão reabrindo comércios. No Rio, inclusive, o futebol retorna nesta quinta-feira com a partida entre Bangu e Flamengo, válida pelo Campeonato Carioca. Ainda não se sabe quando o Brasil chegará ao pico da Covid-19. Os números dos últimos são muito altos.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br