in

Advogado compara Neymar e amigos a grupo extremista e diz que jogador está foragido: ‘Pedi a prisão’

Advogado representa Associação e explica denúncia contra jogador por homofobia; saiba mais.

Natelinha
Publicidade

Polêmica na vida do jogador Neymar. Um advogado que representa uma associação de proteção a grupos LGBTs compara o atleta e seus amigos a um grupo extremista. Para Ângelo Carbone, as atitudes do atleta do PSG e de seus amigos se assemelham a KKK (Ku Klux Klan).

Ele ainda acusa o jogador de estar foragido, pois teria fugido do Brasil em direção à França. Em virtude disso, ele pediu a prisão do boleiro. As informações foram dadas pelo site Natelinha em matéria publicada nesta quarta-feira, 17 de junho. A queixa crime contra Neymar não seria apenas por conta do áudio vazado do atleta e seus parças. 

Advogado explica porque pediu a prisão de Neymar

No áudio, eles se referem a Tiago Ramos, ex-namorado da mãe de Neymar, Nadine Gonçalves, como “viadinho”. “Ele queria matar o sujeito”, diz o advogado na entrevista dada ao site Natelinha. Além disso, segundo o advogado, áudios mostram que Neymar e seus parços teriam sugerido o chamado “empalamento”, quando uma vítima é morta e abusada com um objeto que é colocado em seu ânus. 

Publicidade

O advogado ainda explica o que é o pedido que fez à justiça. “Queixa-crime é um pedido de abertura de inquérito policial, normalmente feito porque nenhuma delegacia quer investigar”, disse o jurista ao falar sobre o assunto.

Publicidade
Publicidade

“Ele queria matar o cara só porque era bissexual e namorava a mãe dele”, explicou o advogado na entrevista que deu ao site Natelinha. Nas redes sociais, Neymar e seus parças foram bastante criticados. O jogador ainda não se pronunciou sobre o novo processo envolvendo seu nome. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.