in

Polícia quer ficar cara a cara com patroa da mãe de Miguel, após ouvir testemunhas

Sarí Corte Real vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar o menino Miguel.

R7
Publicidade

A polícia do estado de Pernambuco continua a investigar a morte do menino Miguel, de apenas cinco anos. Na última semana, as autoridades pernambucanas ouviram diversas testemunhas em torno da morte da criança. Entre elas, uma manicure e um funcionário do prédio, que disse que ele teria prestado os primeiros socorros para a vítima. 

Caso Miguel: Sarí vai ter que falar de novo com a polícia

Miguel é filho de dona Mirtes, empregada doméstica da casa de Sarí Corte Real, primeira-dama de um município pernambucano. A criança caiu de uma altura de 35 metros de altura. Ele subiu de elevador até o nono andar de um prédio. Nesse andar, o menino teria se pendurado em uma estrutura e, posteriormente, caído.

Sarí está sendo indiciada por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. Ela, no entanto, não chegou a passar uma noite sequer presa, já que pagou a fiança de R$ 20 mil e pôde voltar para o conforto do lar. 

Publicidade

Ramon Teixeira, delegado do caso, agora quer ouvir novamente Sarí. O objetivo é entender como o menino caiu do prédio e como foi o socorro da criança. O caso Miguel tomou repercussões nacionais. Muitos dizem que a falta de atenção da patroa com o filho da empregada seria uma forma clara de como o racismo está enraizado na nossa sociedade.

Publicidade
Publicidade

O advogado de uma manicure ouvida nessa semana diz que ela não ficou o tempo todo do lado de fora e que pouco poderia contribuir para o desfecho da investigação do caso. “Ela não estava presente em todos os momentos do ocorrido, se manteve o tempo todo dentro do apartamento. Sari estava preocupada com o menino”, disse o advogado da manicure ao falar sobre o tema. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.