in

Caso Miguel: vídeo mostra a cronologia dos fatos e expõe detalhes da tragédia

O pequeno Miguel, de 5 anos, morreu após cair de uma altura de 35 metros, em 2 de junho.

G1
Publicidade

O caso do menino Miguel, de cinco anos, que perdeu a vida de forma trágica ao cair do nono andar do prédio em Recife, causou grande comoção no Brasil inteiro. Novas imagens mostram como realmente tudo aconteceu e descreve bem a cronologia dos fatos de uma tragédia que abalou o país. 

No dia 2 de junho, Mirtes Renata, a mãe da criança, saiu para levar a cachorra da patroa para um passeio rápido, quando retornou o zelador do prédio entrou no elevador falando que alguém havia caído do edifício. As câmeras de segurança mostram que, assim que saíram do elevador o zelador e Mirtes foram ao local da queda. “Deu aquela dor no peito. Ainda apertou no botão errado de tão nervoso que a gente ficou. Saí correndo puxando a cadela. Era meu filho que estava lá estirado no chão”, contou Mirtes.

A criança havia caído dois minutos antes de uma altura de 35 metros. Naquele dia, Mirtes precisou levar o filho para o trabalho. Quando precisou descer para passear com a cadela, pediu para o menino ficar, pois voltaria rápido, mas ele não queria e ficou chorando. Miguel não morreu de imediato, ele chegou a ser socorrido e levado ao hospital.

Publicidade

Cronologia dos fatos

O vídeo mostra que a criança chegou ao nono andar do prédio sozinho. Ele entrou usando o elevador de serviço, e Sarí apertou o botão que levava até a cobertura. Sozinho dentro do elevador, Miguel apertou vários botões. A primeira parada acontece no sétimo andar, mas o menino não desceu e acabou subindo mais dois andares e saiu. Infelizmente, um minuto depois o pequeno caiu no térreo.

Publicidade
Publicidade

“Ela [a patroa] disse, no hospital, que ele tinha fugido do apartamento e estava driblando ela. Que entrou no elevador e não deu tempo dela segurar a porta”, desabafou a mãe emocionada. A patroa foi autuada e presa em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

As câmeras do circuito interno do prédio registraram que Miguel tentou por quatro vezes entrar no elevador, mas foi convencido por ela a sair. Na última vez, ela aperta o botão e Miguel sobe sozinho e infelizmente acaba acontecendo a tragédia.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Shyrlene Souza

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.