in

Caso Madeleine McCann: as provas que podem ter encontrado o assassino da menina

Uma fonte da polícia portuguesa afirmou à BBC que as provas colhidas pelas autoridades alemãs são contundentes.

G1
Publicidade

O caso Madeleine McCann acabou chocando o mundo em 2007. Nos últimos dias, 13 anos após o desaparecimento da menina, o caso ganhou um novo capítulo. A polícia acredita que tenha encontrado o suposto assassino da garotinha. O homem foi identificado como Christian B. Ele está preso na Alemanha por outros crimes e, neste domingo, 14 de junho, o caso ganhou mais relevações. 

Segundo informações de uma fonte da polícia da Inglaterra, as provas contra Christian seriam contundentes. Ou seja, para a polícia, tudo leva realmente a crer que o homem preso na Alemanha é não apenas o responsável pelo desaparecimento da menina, como também pela sua morte. 

Christian estava em Portugal na mesma época em que Madeleine McCann desapareceu. As polícias da Inglaterra e da Alemanha cooperam no caso e tentam achar um desfecho para uma investigação que já teve muitas etapas. No passado, a mídia especulou que até mesmo os pais da menina estariam relacionados com o seu sumiço, o que, posteriormente, acabou caindo por terra. 

Publicidade

Testemunhas que tiveram contato com Christian, na época do desaparecimento de Madeleine McCann, consideraram o trabalho da polícia de Portugal extremamente lento. A polícia alemã também teria feito críticas à forma como a investigação foi realizada no país vizinho.

Publicidade
Publicidade

Essas mesmas testemunhas alegam que o suposto homem que matou Madeleine McCann era um homem muito agressivo. Um antigo vizinho argumentou que ele não era de confiança e que chegou a invadir uma casa vazia na região onde a menina desapareceu para morar. Tudo, é claro, de maneira ilegal.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.