in

A forma severa do coronavírus que está levando crianças para a UTI

Covid-19 severa nos mais jovens é ainda menos compreendida, avaliam especialistas.

O Globo
Publicidade

O coronavírus tem feito o mundo mudar seus hábitos. Os mais aftetados são identificados como grupo de risco, mas isso não significa, entretanto, que crianças não possam ser infectadas pela Covid-19 e até desenvolver a forma mais grave da doença. De acordo com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos 2% dos infectados por coronavírus são crianças.

A forma mais severa do coronavírus tem levado crianças para as Unidades de Terapia Intensivas (UTI). O site do jornal carioca O Globo mostrou um pouco da rotina de algumas dessas crianças, em uma matéria publicada neste domingo, 14 de junho, quando a maior parte das cidades do Brasil caminha para flexibilizar a quarentena pela Covid-19. 

Especialistas ainda não sabem porque crianças em número percentual são menos atingidas pela forma grave da doença, mas acredita-se que uma resposta seja que os idosos possam ser mais debilitados que os menores. Contudo, existem graves exceções, como Noah. Ele é um menino de apenas seis anos que está na UTI de um hospital público do Rio de Janeiro por conta do coronavírus. 

Publicidade

As crianças podem se sentir em um verdadeiro filme de terror. Cercadas de médicos e tubos, elas veem os cuidados serem realizados com roupas especiais. A médica pediatra do hospital Pedro Ernesto, onde Noah está internado, falou sobre como lidar com o coronavírus em crianças. 

Publicidade
Publicidade

“Crianças não são imunes à Covid-19. Os casos na infância são menos numerosos, mas podem ser extremamente graves e precisamos estar atentos. Em especial agora, quando entramos no período do ano de maior incidência de doenças respiratórias, uma combinação perigosa”, disse a médica. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.