in

Maju Coutinho dá a notícia que pode salvar a vida de muitas mulheres

Campanha de proteção à mulher vítima de violência conta com o apoio de 10 mil farmácias em todo o país.

Reprodução: Globo
Publicidade

Os casos de feminicídio cresceram 22% em todo o Brasil durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, de acordo com dados divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O isolamento social fez com que vítimas e algozes passassem mais tempos juntos e a situação chamou a atenção.

No Jornal Hoje desta sexta-feira (12), Maju Coutinho deu a notícia que pode ajudar milhares de mulheres que estão em situação de risco, sendo agredidas por companheiros. “A partir de agora mulheres que estão em situação de violência podem pedir ajuda em farmácias de todo o país. É isso mesmo”, disse a jornalista.

A campanha do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) conta com a parceria de 10 mil farmácias em todo o Brasil até o momento. As mulheres que sofrem violência doméstica, podem entrar nestes locais e informarem que são vítimas apenas desenhando um X vermelho na palma da mão.

Publicidade

A marca pode ser feita com caneta ou batom. Após a mulher exibir a marca na mão, os atendentes são orientados a ligarem para a Polícia Militar, que prestará atendimento à vítima. Farmácias são serviço essencial em meio a pandemia e ficam abertos até mesmo em localidades onde acontece o lockdown.

Publicidade
Publicidade

Qualquer vítima de violência e pessoas que presenciam cenas do tipo podem denunciar o agressor ligando para a Polícia Militar (telefone 190) ou fazendo uma denúncia anônima pelo telefone 180. Dados divulgados pelo G1 mostram que 1.314 mulheres foram vítimas de feminicídio em 2019. No total, 3.739 mulheres foram assassinadas em todo o Brasil no ano passado. São classificadas como feminicídio apenas os casos em que a morte foi motivada pelo fato de a vítima ser mulher.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br