in

Caso Enzo: homem preso é ex-militar e teria agredido crianças; os detalhes do crime

O RJTV revelou que o rapaz preso em flagrante por ter atirado no menino Enzo é um ex-soldado do Exército.

R7
Publicidade

O telejornal RJTV trouxe informações nesta terça-feira, 9 de junho, sobre a morte do menino Enzo. De acordo com o telejornal, o homem acusado de dar um tiro mortal no menino durante o seu aniversário é um ex-militar. Ele seria um ex-soldado do Exército. Enzo levou um tiro no peito no final da sua festa de aniversário, que ocorria no município de Magé, no Rio de Janeiro.

O suspeito foi identificado como Pedro Vinícius Perdidor, de 21 anos. O telejornal local trouxe informações de que o homem teria tentado fugir da festa após os disparos, mas não conseguiu, sendo contido pelos amigos e familiares da criança, que não resistiu. O homem também não seria um conhecido direto da família, mas sim uma pessoa que era amiga de um dos convidados. 

De acordo com a mãe de Enzo, Vanessa. Pedro teria ameaçado e até agredido algumas crianças antes de efetuar o disparo que acabaria tirando a vida do seu filho. 

Publicidade

“O Enzo começou a chorar. Ele foi em cima de um menino de 10 anos, enforcou o de dez anos, e falou pro Enzo que ele tinha que calar a boca e engolir o choro”, disse a mãe da criança relembrando as cenas que seriam as últimas do filho em vida. “Aí o Enzo foi pro portão e ele [Pedro] foi atrás. Só que eu não imaginei que ele ia fazer isso. Aí escutamos o disparo”, lembrou Wanessa, trazendo informações importantes sobre o caso. 

Publicidade
Publicidade

A família ainda tentou, em vão, reanimar o menino. Depois foi a vez de conter o suspeito, que na delegacia disse que o tiro teria sido acidental, após a arma de fogo, um revólver, cair no chão.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.