in

‘Não sou igual meu pai’, diz filho de Bruno e Eliza Samudio em triste desabafo

Uma matéria do site R7 mostra como está hoje em dia o pequeno Bruninho, filho do goleiro Bruno e Eliza Samudio, assassinada em 2010.

Fotomontagem: Bruno Avila / Arquivo Pessoal: Sônia de Fátima Moura / R7 / Editoria de Arte/Globoesporte.com
Publicidade

O caso que levou o goleiro Bruno, ex-Flamengo, à prisão em 2010, repercute até os dias atuais. No momento, Bruno cumpre pena em regime semiaberto domiciliar, sendo obrigado a dormir na prisão.

A Justiça visa a medida como forma de ressocialização, mas a mãe de Eliza Samudio, dona Sônia de Fátima Moura, de 55 anos, discorda da decisão judicial. A mesma aponta que Bruno não tem trabalhado desde que se mudou de cidade, pois sua ressocialização só tem sido feita no futebol.

Por que a ressocialização do Bruno só pode ser pelo futebol? Se ele não conseguir um emprego no futebol, vai ficar parado? O que prevalece é a injustiça“, disse Sônia, em entrevista ao R7.

Publicidade

A reportagem, então, abordou como estaria vivendo Bruninho. O garoto de apenas 10 anos é fruto do relacionamento de Eliza Samudio com o goleiro Bruno. Na época do assassinato da modelo, Bruninho, com poucos meses de vida, foi encontrado pela polícia em uma favela de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Publicidade
Publicidade

Ele foi abandonado como se fosse um lixo“, recorda a avó, que relata o sentimento de Bruninho pela injustiça no Brasil. Sônia contou à reportagem do R7 que, quando Bruninho vê algum caso na Televisão, reclama: “não tem Justiça no Brasil“.

Não sou igual meu pai de sangue“, diz Bruninho, em um triste desabafo sobre seu pai. Segundo Sônia, o pequeno só se refere ao pai desta forma e, mesmo gostando de futebol, faz questão de ressaltar que há uma grande diferença entre ele e o goleiro.

A avó de Bruninho diz que o neto a chama de ‘mãe Sôninha’ e que o mesmo sabe do que aconteceu com sua mãe e que seu próprio pai foi autor do crime. Sônia relata que Bruninho não tem ódio do pai por não conhecê-lo e que sempre questiona os motivos que o levaram à tal ato.

Apesar de jogar futebol e ser torcedor do São Paulo FC, como sua mãe Eliza Samudio, Bruninho sonha em ser biólogo ou professor de Educação Física.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com