in

Auxílio emergencial: Paulo Guedes confirma o pagamento de mais duas parcelas

Ministro da Economia confirmou prorrogação dos pagamentos em reunião interministerial.

Caixa / Senado Federal
Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniu com seus ministros no Palácio da Alvorada, nesta terça-feira (9), e a reunião foi transmitida ao vivo pela TV Brasil. A reunião interministerial virou assunto nas redes sociais, especialmente após as declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o auxílio emergencial.

O auxílio tem sido pago desde abril para pessoas desempregadas, beneficiários do Bolsa Família e profissionais autônomos que tiveram a tenda afetada devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. Quase 60 milhões de brasileiros recebem o auxílio emergencial e há cerca de 10,4 milhões aguardando análise.

“O presidente já lançou e comunicou isso que, por dois meses, nós vamos estender o auxílio emergencial”, afirmou Paulo Guedes, referindo-se à declaração dada por Bolsonaro na semana passada, quando disse que havia conversado com o ministro sobre a prorrogação do benefício.

Publicidade

Com a confirmação do estendimento do pagamento do auxílio emergencial por mais dois meses, os beneficiários agora querem saber se o valor será mantido ou se haverá redução. Na sexta-feira (5), o secretário especial da Fazenda, Waldemar Rodrigues, afirmou que o governo pretende pagar duas parcelas de R$ 300 cada.

Publicidade
Publicidade

Na mesma reunião, Paulo Guedes afirmou que o governo Bolsonaro vai lançar em breve um programa chamado Renda Brasil, que vai unificar todos os programas sociais atuais. Guedes também disse que o governo aprendeu que há 38 milhões de brasileiros invisíveis e que precisam de inclusão no mercado de trabalho.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br