in

Nova tragédia: menino de 2 anos morre após cair de prédio; padrasto prestou depoimento

Criança estava na companhia da mãe e do padrasto quando teria ocorrido o acidente.

RecordTV / Montagem Ghean Fernandes
Publicidade

A morte do menino Miguel, de 5 anos, na última terça-feira (2) acabou chamando a atenção na mídia e rendeu uma série de protestos e pedidos de justiça na investigação do caso. O menino caiu do nono andar de um prédio após ser deixado aos cuidados da patroa da mãe, em Recife.

Após o falecimento da criança, uma nova tragédia acabou sendo divulgada pela imprensa e lembra bem o que aconteceu com o pequeno Miguel. Um menino de 2 anos estava na companhia da mãe e do padrasto, na tarde do último sábado (6), em visita a um apartamento onde a família moraria, em Porto Alegre.

Segundo depoimento do padrasto, em um momento de distração, o menino teria se dirigido até um dos quartos do apartamento e subido na cabeceira de uma cama que estaria próxima a uma janela, caindo logo em seguida.

Publicidade

O homem, que não teve a identidade revelada em matéria do G1, ainda contou que o menino não estava acostumado com prédios pois sempre morou em residências térreas.

Publicidade

Vizinhos ouviram o barulho da queda e ao averiguarem o que teria acontecido, acabaram encontrando o menino bastante debilitado. A criança chegou a ser socorrida pelos moradores do condomínio e levada ao hospital, mas acabou não resistindo e faleceu no início da noite.

Segundo a polícia, vizinhos não teriam escutado nenhuma discussão ou indício de briga no apartamento que seria alugado pela família do menino. A mãe, que perdeu seu único filho, ficou bastante abalada com a tragédia e não conseguiu prestar depoimento nas primeiras horas após a morte do menino.

O delegado que investiga a morte da criança informou que não haviam câmeras de segurança no local, que pudesse ter registrado a queda do menino. O caso segue sendo investigado pela polícia.

Publicidade