in

Em carta emocionante, Cafu desabafa sobre a precoce morte do filho: ‘Morreu nos meus braços’

O ex-jogador da seleção brasileira abriu o coração em uma carta e contou detalhes da morte de seu filho, que faleceu aos 30 anos.

Reprodução: Gazeta Digital
Publicidade

Neste domingo (07), o ex-jogador Cafu, considerado um dos principais nomes da seleção brasileira e peça fundamental na conquista do penta, quinto título da Copa do Mundo, completou 50 anos de idade, e emocionou a todos com diversas declarações sobre a morte de seu filho Danilo, que faleceu de forma precoce aos 30 anos.

O filho do jogador foi vítima de um infarto fulminante, em setembro do ano passado, enquanto jogava uma partida de futebol com os amigos. Ao completar seus 50 anos, Cafu aproveitou para abrir o coração para o público com revelações emocionantes sobre a morte do filho e trazer palavras de conforto em meio à pandemia.

Os detalhes contados por Cafu foram compartilhados por meio de uma carta divulgada pelo comitê organizador da Copa de 2022. No texto, o ex-jogador também faz referência à pandemia, dizendo que apesar de ser um aniversário especial pela idade completada, a celebração terá que ser diferente.

Publicidade

Cafu usou a perda do filho para tentar confortar as milhares de pessoas que vêm, diariamente, perdendo entes queridos vítimas do novo coronavírus. O craque acredita ser um bom momento para tentar trazer conforto a quem está sofrendo dessa forma.

Publicidade

O ex-jogador ainda relembrou detalhes do dia em que Danilo veio a falecer, chegando a dizer que tentou salvá-lo, mas não foi possível: “ […] Eu perdi o meu filho nos meus braços. Eu tentei salvá-lo e ajudá-lo, mas ele nos deixou. Isso foi – e ainda é – um sentimento de vazio. Um sentimento terrível […]”, relatou Cafu em um trecho emocionante da carta.

Publicidade