in

Covid-19 é doença sistêmica: estes são os terríveis estragos e sintomas fora do pulmão

O coronavírus e a inflamação provocada por ele podem danificar vários órgãos; entenda os sintomas.

Divulgação/CNN
Publicidade

A pandemia do novo coronavírus tem sido um grande desafio a ser enfrentado pela população mundial. Infelizmente, a doença já fez milhares de vítimas ao redor do mundo. Como o vírus é novo, a comunidade científica ainda estuda os danos que podem provocar no organismo de muitas pessoas. 

A ideia de que a Covid-19, enfermidade que é causada pelo novo coronavírus (também chamado de Sars-CoV-2), ser um mal sistêmico, já está sendo bem estabelecida entre os profissionais da área da saúde. Isso quer dizer que os danos provocados e os seus sintomas não estão limitados apenas às vias aéreas e aos pulmões, pois boa parte do copo pode ser afetada pela doença.

O coronavírus tem alguns sinais que indicam a doença, entre eles estão: dor de garganta, febre, coriza, dor muscular, dificuldade respiratória, dor no abdômen, cansaço, perda de olfato, diarreia e vômito.

Publicidade

O infectologista da BP – Beneficência Portuguesa de São Paulo, o Doutor João Prats, disse ainda que, devido a oxigenação baixa no sangue, alguns pacientes podem apresentar outros sintomas, como tontura, mal-estar, irritabilidade, confusão mental e agitação. Isso acontece nos casos mais avançados da enfermidade, quando a função do pulmão já está comprometida, mesmo que aparentemente a respiração em si aparente estar normal.

Publicidade

Vale frisar, antes de tudo, que na maior parte dos casos, a infecção é leve. “São o que chamamos de pacientes oligossintomáticos, que quase não tem sintomas ou os apresentam de maneira discreta”, explicou o infectologista.

Como a Covid-19 afeta outros órgãos

O adoecimento generalizado é bem evidente em uma parcela pequena da população que acaba desenvolvendo versões graves do novo coronavírus. O mecanismo mais conhecido até o momento é a inflamação exacerbada que muitos acabam produzindo como resposta ao vírus.

“Nessa situação, uma molécula chamada citocina é liberada aos montes na circulação. Ela chega aos órgãos e inflama o endotélio, que é o revestimento dos vasos sanguíneos”, disse o especialista vascular, Bruno Naves.

Também existem evidências que o vírus infecta células do endotélio, que são responsáveis por fazer a interface entre sangue e os tecidos do corpo e estas células estão em praticamente todo corpo.

A doença pode provocar danos cerebrais, insuficiência renal, desconfortos intestinais. Na pele, alguns estudos mais recentes afirmam que pode provocar vermelhidão e o chamado dedos de Covid.

Shyrlene Souza

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.