in

Bolsonaro confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial: ‘menor que os R$ 600’

Presidente confirmou durante live que haverá o pagamento de mais duas parcelar do auxílio.

Flickr Alan Santos / Caixa
Publicidade

O auxílio emergencial começou a ser pago pelo governo federal no mês de abril. A última das três parcelas prometidas será depositada na conta dos beneficiários neste mês de junho. Há muita expectativa sobre o pagamento de novas parcelas e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou sobre isso em live nesta quinta-feira (4).

Segundo o presidente, haverá mais duas parcelas do auxílio emergencial, que tem beneficiado desempregados de baixa renda, autônomos e recebedores do Bolsa Família. Segundo Bolsonaro, os novos pagamentos estão acertados com o ministro da Economia Paulo Guedes.

“Vai ser menor do que os R$ 600, para ir partindo exatamente para um fim, porque cada vez que nós pagamos esse auxílio emergencial, dá quase R$ 40 bilhões. É mais do que os 13 meses do Bolsa Família. O Estado não aguenta. O Estado não, o contribuinte brasileiro não aguenta. Então, vai deixar de existir”, afirmou o presidente.

Publicidade

Bolsonaro também disse que espera que o comércio volte a funcionar e que os trabalhadores informais e que os ficaram desempregados por causa da paralisação das atividades durante a pandemia do novo coronavírus voltem a trabalhar.

Publicidade
Publicidade

O Brasil vive um momento de retração na economia e a estimativa é de PIB negativo neste ano de 2020. No ano passado, foram gerados cerca de um milhão de empregos, entre formais e informais, e o governo federal tinha expectativa de que o país continuasse crescendo. A pandemia, porém, paralisou parte das atividades econômicas e muitas empresas demitiram seus funcionários.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br