in

Brasil ultrapassa marca de 30 mil mortes por Covid-19 e governo ‘comemora’ hidroxicloroquina

Jair Bolsonaro compartilhou postagem de ministro sobre doação de hidroxicloroquina feita pelos Estados Unidos.

Flickr Alan Santos
Publicidade

Nesta segunda-feira (1º), o Brasil ultrapassou a marca de 30 mil mortes em decorrência da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. No total, 30.046 mortes foram registradas no país. Apenas Estados Unidos, Reino Unido e Itália passaram das 30 mil mortes até o momento.

A primeira morte no Brasil foi registrada no dia 17 de março. No dia 16 de maio, quase dois depois do primeiro óbito, o país chegou a marca de 15 mil mortes por Covid-19. Desde então, foram necessárias apenas duas semanas para dobrar a quantidade de vítimas fatais.

O ranking atual de mortes mostra os Estados Unidos na primeira posição, com 104.658 mortes. Em seguida, aparece o Reino Unido, que registrou 39.127 mortes. Na terceira posição, a Itália, que já foi o epicentro da Covid-19 na Europa, registra 33.475 mortes. Em breve, o país deve ultrapassar os italianos.

Publicidade

Em meio a tudo isso, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) compartilhou tuíte do ministro Ernesto Araújo. “Cooperação Brasil-EUA no combate ao Covid-19 continua avançando. Chegaram hoje ao Brasil 2 milhões de doses de hidroxicloroquina doadas pelos EUA. Colaboraremos com os EUA na pesquisa clínica da hidroxicloroquina e no desenvolvimento de uma vacina”, postou o ministro.

Publicidade

Além de compartilhar, Bolsonaro também comentou com uma bandeira do Brasil e sinal de joinha. Muitos internautas criticaram porque pesquisas comprovam a ineficácia da hidroxicloroquina no combate à Covid-19. “Dois milhões de algo que eles não estão usando lá. Vocês transformaram o Brasil num lixão dos EUA”, afirmou.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br