in

Evangélicos queimam máscaras em ato contra coronavírus: ‘Deus não se agrada de medrosos’

O grupo orava, entoava palavras de ordem contra o vírus e, ao final da passeata, queimou utensílio.

UOL
Publicidade

O mundo vive uma pandemia de coronavírus. Já são mais de seis milhões de pessoas contaminadas no planeta. Enquanto ainda não há uma vacina, as pessoas tentam se proteger do coronavírus. Além do famoso álcool em gel e do isolamento social, uma maneira que as pessoas tem usado para tentar se proteger da Covid-19 é o uso de máscaras de proteção.

Aqui no Brasil o uso de máscaras de tornou comum nas ruas e, na maioria das grandes cidades, passou a ser obrigatória. No entanto, na última semana, um grupo de evangélicos provocou uma verdadeira multidão no Maranhão. O caso foi noticiado pelo G1 e pelo Congresso em Foco, site que faz parte do portal de notícias UOL.

O grupo de evangélicos, além de desrespeitar as regras da quarentena e do isolamento social, não usava máscaras, como mostram vídeos divulgados na web. Na passeata, eles oravam e também pediam o fim da pandemia com palavras de ordem.

Publicidade

O grupo teria passado pelas cidades de Turilândia e Santa Helena. A cidade de Turilândia deve 152 casos da doença e quatro mortes, enquanto Santa Helena teve 517 casos, registrando nove falecimentos. 

Publicidade

O grupo, além de orar e gritar contra a Covid-19, fez uma cerimônia polêmica. Eles colocaram fogo nas máscaras de proteção, que no Maranhão, em virtude de uma lei estadual, devem ser usadas obrigatoriamente por qualquer cidadão que vá até às ruas. Com o grupo religioso não seria diferente. 

“Jesus não quer ver ninguém mascarado, Deus não se agrada de medrosos”, disse um dos manifestantes ao falar das motivações do inusitado protesto.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Fernando B

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.