in

Trump sofre ameaças, luzes da Casa Branca se apagam e tensão aumenta nos EUA

A Casa Branca e seus entornos apagaram suas luzes, em meio aos protestos contra o racismo, nos Estados Unidos.

UOL / Montagem
Publicidade

Em um momento único, a Casa Branca apagou as luzes, nos Estados Unidos. Há dias ocorrem várias manifestações contra o racismo, desde a morte de George Floyd, um homem negro, que acabou perdendo a vida após a conduta policial considerada absurda. Um policial branco chegou a pressionar o joelho no pescoço do George por minutos.

No momento em que as luzes da Casa Branca foram apagadas, ocorriam protestos do lado de fora da propriedade, que é uma das mais famosas do planeta. Nesta madrugada de segunda-feira, 1 de junho, manifestantes e policiais se enfrentaram às escuras. O caso foi confirmado aqui no Brasil em uma reportagem do portal de notícias UOL.

Na sexta-feira, o presidente Donald Trump, ameaçado pelos manifestantes, chegou a ser levado para um bunker. O presidente americano acabou elevando a tensão ao fazer comentários considerados duros. 

Publicidade

Os protestos tem marcado os Estados Unidos. Segundo a mídia americana, desde a década de 1960, não ocorrem manifestações parecidas. Muitas delas foram violentas e terminaram em saques. 

Publicidade
Publicidade

Além dos Estados Unidos, já ocorrem manifestações contra o racismo e repudiando a forma  como George foi morto em vários países da Europa. Nas redes sociais, os protestos foram comentados. “Considero as manifestações legítimas, mas por que na maioria das fotos a multidão está erguendo o braço e fazendo a saudação do punho cerrado? Será que não sabem a história desse gesto? Ele foi usado exaustivamente na ditadura stalinista e na China maoista”, avaliou um internauta.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.