in

4 doenças que afetam a saúde da mulher e que jamais devem ser ignoradas

Mesmo na quarentena, é extremamente importante ter atenção com a saúde e não esquecer os exames preventivos.

Divulgação/rotasaude
Publicidade

A pandemia do novo coronavírus acendeu um alerta sobre a saúde. Na correria diária a maioria das pessoas não parava sequer por uma gripe. Contudo, com a chegada do vírus foi preciso repensar a rotina e a maneira com que se lida com o corpo.

Está na hora de rever os hábitos e tentar sair da quarentena com uma visão diferente, tendo mais consciência de que é necessário estar atento aos sinais que o organismo manda. O dia 28 de maio é o Dia Internacional pela Luta da Saúde da Mulher.

A data foi criada com o intuito de dar visibilidade aos problemas que são comuns da saúde feminina. A mulher precisa estar atenta a doenças como câncer de útero e mama, depressão, fibromialgia, endometriose e obesidade. Muitas mulheres acabam adiando exames fundamentais, principalmente pelo fato de enfrentar uma dupla jornada.

Publicidade

Veja algumas enfermidades, que atingem as mulheres, e que é importante ficar atenta para realização de exames preventivos anuais.

Publicidade
Publicidade

Câncer de mama

Apesar de ser muito divulgada em campanhas de conscientização, essa é uma das doenças com maior recorrência das mulheres no mundo inteiro. A detecção precoce é extremamente importante para melhores chances de tratamento e cura.

Endometriose

A doença está frequentemente ligada a problemas pós-século 20, pois tem ligação com ansiedade e estresse, além do fator genético. O diagnóstico tardio acaba sendo comum por se tratar de uma doença silenciosa, apesar de provocar intensa dor durante as cólicas menstruais. Em algumas situações mais graves pode até mesmo causar infertilidade.

Fibromialgia

A causa é desconhecida e sua principal característica é a dor crônica que ocorre vários pontos do corpo. Também provoca fadiga, alterações de humor e também problemas de sono. Atualmente, a doença está associada a questão hormonais e níveis baixos de serotonina, que são acentuados por estresse e tensão.

Depressão

Essa é um problema que precisa de atenção. Muitas vezes a mulher fica sobrecarregada com muitas tarefas, sendo difícil conciliar a vida profissional e familiar. Por isso, tem sido muito frequente que mães desenvolvam quadros de depressão, crises de ansiedade e outros transtornos. Na pandemia, esse cenário ficou ainda mais evidente e agravado.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade