in

Menino com sarampo morre após ter sido levado para centro de Covid-19 sem autorização da família

Garoto de 12 anos também tinha asma e foi transferido para local onde não havia respiradores infantis.

Vanessa Rodrigues (arquivo pessoal)
Publicidade

A Covid-19 tem matado muita gente em todo o Brasil. De acordo com os dados do Ministério da Saúde são mais de 25 mil mortes registradas em todo o país. Por causa da pandemia, diversos centros para atendimentos aos pacientes infectados com o novo coronavírus foram construídos em todos os estados brasileiros.

Do Amapá, porém, chega uma história ainda mais triste do que as mortes registradas pela doença. Um menino de 12 anos morreu em um desses centros em Macapá, capital do estado. A família alega que ele foi transferido sem autorização e que não tinha Covid-19. Vanessa Rodrigues, de 26 anos, irmã do garoto, concedeu entrevista ao G1.

Ângelo Rodrigues França, de 12 anos, morreu no Centro Covid 2, na zona norte de Macapá, no dia 20 de maio. A irmã dele contou todos os detalhes à reportagem do G1. A família mora na cidade de Santana, localizada a 17 quilômetros de Macapá. Primeiro, Ângelo foi atendido no Hospital Estadual da cidade.

Publicidade

“Meu irmão voltou pra casa, mas teve recaída, até que o médico transferiu ele para o PAI (Pronto-Atendimento Infantil) onde tinha respirador”, afirmou Vanessa. Segundo ela, o garoto ficou 10 dias internado e se recuperava bem. A entubação, que ajudava na respiração, chegou a ser retirada.

Publicidade
Publicidade

“Ele foi transferido para o Centro Covid sem nosso conhecimento, na terça-feira (19), e na quarta-feira (20) ele faleceu”, contou Vanessa. A família soube da transferência quando o pai foi visitá-lo no hospital e viu que Ângelo não estava mais lá. De acordo com a família, o garoto havia feito testes para Covid-19 no PAI e na rede particular. Ambos os testes deram negativos.

Ângelo apresentava sintomas de sarampo. Além disso, ele tinha asma. Segundo a família, a causa da morte no atestado de óbito é Covid-19. Há desconfiança de que ele tenha pego Covid-19 no centro para o qual foi transferido. O local não possuía respiradores infantis. O corpo de Ângelo foi enterrado em um caixão lacrado.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br