in

‘Não a considero mais minha filha’, o desabafo da avó de Rafael, menino morto pela mãe no RS

Isaíldes chora a morte do neto que foi morto pela mãe em Planalto, norte do Rio Grande do Sul.

REprodução/Portal in Foco RS
Publicidade

A morte do garoto Rafael Mateus Winques, de 11 anos, continua repercutindo em todo o Brasil. O menino desapareceu no dia 15 de maio na cidade de Planalto, região norte do estado do Rio Grande do Sul, e a avó, Isaíldes Batista, de 58 anos, insistiu para que a filha, Alexandra Dougokenski, mãe de Mateus, procurasse às autoridades.

Após 10 dias de desespero e aflição, Isaíldes recebeu uma dupla notícia triste. A primeira era de que o menino estava morto. Logo depois, soube que a própria filha havia cometido o crime. Em entrevista, ela abriu o jogo sobre o terrível momento que está vivendo.

“Não cai a ficha pra nós. Não acreditamos em tudo o que está acontecendo. A gente quer Justiça para quem fez essa maldade, e que vai pagar. Não considero mais ela minha filha. A gente não aceita. Se foi ela, ela é um monstro.”, desabafou em meio a dor da perda do neto.

Publicidade

Isaíldes, mesmo sofrendo, recorda com carinho do neto. Segundo ela, o menino era querido por todos. A avó lamenta a morte do neto e diz que um pedaço de todos está indo junto com ele. Ela classificou o crime como cruel e triste. Isaíldes também contou detalhes do momento em que percebeu que o neto havia sumido.

Publicidade
Publicidade

Ela foi até a casa da filha, e Mateus não saiu do quarto para abraçá-la. Ela perguntou para a Alexandra se o menino não estava e a filha respondeu que não. Sem saberem onde o menino estava, Isaíldes pediu que a filha procurasse as autoridades. Segundo a mulher, Alexandra estava tranquila. Dias depois, ela ficou sabendo da morte. Alexandra confessou o crime à Polícia Civil, que pediu sua prisão temporária.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br