in

Isto é o que acontece com o corpo da mulher durante o parto normal e muitas não sabem

Muitas mulheres têm dúvidas e até mesmo medo do parto normal, por falta de conhecimento.

Divulgação/vixx
Publicidade

A maternidade é um momento especial e aguardado ansiosamente por muitas mulheres. Desde a descoberta da gravidez, as futuras mamães se preocupam com o parto. A opção mais indicada é geralmente o parto normal, desde que a mãe o bebê não corram nenhum risco.

A verdade é que muitas mulheres têm um pouco de medo do parto normal. Talvez isso aconteça, porque não têm conhecimento de como ocorre. O parto normal é aquele que acontece de forma natural. O bebê nasce passando pelo canal vaginal, depois que a mãe entra em trabalho de parto e tem dilatação suficiente para a passagem da criança. 

O parto normal tem muitos benefícios para a mulher, entre eles estão chances menores de infecção, hemorragia, lesão de órgãos – já que não é um procedimento cirúrgico, como no caso de uma cesariana. Além disso, a recuperação do parto normal é bem mais rápida e menos dolorida. Outra vantagem é que o útero volta mais rápido ao tamanho normal. 

Publicidade

O parto normal também atua na liberação de ocitocina, hormônio importante para a contração do útero e descida do leite. A perda sanguínea também é menor do que numa cesárea. No parto normal, a mulher perde em torno de meio litro de sangue. Já na cesariana, a perda sanguínea pode chegar a aproximadamente 1,5 litro.
Entenda as fases e o que acontece com o corpo da mulher na hora do parto normal.

Publicidade
Publicidade

Pré-parto

Nessa fase a mulher tem as contrações de forma irregular e desordenada. A intensidade também é moderada, podendo ter intervalos de 0 a 20 minutos. A fase pode ter duração de uma hora ou até mesmo de alguns dias.

Fase latente

Nessa etapa, as contrações começam a ser mais regulares, mais intensas e duradouras, com intervalos que aumentam de forma progressiva de 5 a 10 minutos. A dilatação pode evoluir entre 1 e 4 centímetros. O tempo de duração médio é de 2 a 6 horas.

Fase efetiva ou ativa

As contrações ficam mais fortes e tem uma duração mais longa, intervalos de 2 a 5 minutos. A bolsa pode se romper e a dilatação fica entre 5 a 7 centímetros. Essa fase pode durar cerca de 2 a 3 horas.

Fase de transição  

É marcada por contrações intensas que ficam desordenadas, os intervalos ficam entre 2 a 3 minutos. A dilatação média chega de 7 a 10 centímetros. Nesta fase, a mulher já sente a pressão e começa a fazer força. O período de duração é de aproximadamente duas horas.

Expulsão  

Quando a dilatação chega ao ápice, o bebê desce pelo canal do parto. Nesta etapa, as contrações chegam a sua maior intensidade, podendo durar entre 40 minutos a três horas. Logo após o nascimento, as dores cessam quase instantaneamente e, tudo correndo bem, a mamãe já pode segurar seu filho nos braços e amamentar.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Shyrlene Souza

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.