in

Como está menino que nasceu com dois rostos, após 14 anos

O menino superou o diagnóstico dos médicos e completou 14 anos de vida e saúde.

Portal DM
Publicidade

O nascimento de um bebê é um fenômeno esperado e desejado pela família. Os pais do bebê planejam o quartinho e compram as roupinhas na cor do sexo do bebê. Tudo é planejado, a única coisa que os pais não conseguem imaginar é que o bebê nasça com uma síndrome rara que modifique todos os planos traçados. Esse foi o caso de Tres Johnson, o menino nasceu com uma deformação chamada duplicação craniofacial, o que parece que o menino nasceu com dois rostos. Veja como ele está após 14 anos.

Menino que nasceu com dois rostos completa 14 anos; Sua aparência é tocante

Há 14 anos nascia Tres Johnson, o menino com dois rostos. Ele nasceu com essa má formação e superou o que a medicina falava sobre a sobrevivência de um bebê com esse problema. Os pais de Tres fizeram acompanhamento pré-natal, mesmo assim, os exames durante a gravidez não detectaram a anomalia no feto.

Os médicos só descobriram a má formação no dia do nascimento do bebê. Essa anomalia é causada por um gene que altera a forma do crânio e ocasiona que a pessoa fique com o aspecto de ter dois rostos. Em alguns casos, o bebê nasce com quatro olhos, dois narizes ou mesmo duas bocas.

Publicidade

A ocorrência de um caso como esse é tão rara que existem apenas 36 casos de pessoas com duas faces em todo o planeta. Quando uma criança nasce assim, os médicos não dão muitas hipóteses de vida já que essa má formação ocasiona atrasos cognitivos, além de convulsões. Em muitos casos, o bebê já nasce morto.

Publicidade
Publicidade

Mas o pequeno Tres Johnson superou todas as expectativa e sobreviveu aos seus primeiros anos de vida. Hoje, com 14 anos ele esbanja saúde e é a prova viva que quando os pais lutam, uma pessoa pode se superar. A mãe do menino conta que ele sofre muito preconceito por conta de sua aparência e também não consegue tratamento adequado, pois pouco se sabe sobre o caso. E os médicos tendem a tratar o menino como objeto de estudo e não um ser humano que precisa de ajuda.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Tatiane Braz

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática. Faça contato comigo: tatianebraz1998@gmail.com