in

Milton Neves alfineta Jornal Nacional e ironiza opositores de Bolsonaro: ‘Tava mal, renasceu’

Comentarista mostrou-se averso à opinião daqueles que criticam postura do presidente em reunião ministerial.

Reprodução: IG
Publicidade

Nesta sexta-feira, 22 de maio, as redes sociais explodiram em comentários a favor e contra o presidente da República, após a divulgação do vídeo da reunião ministerial na qual Bolsonaro teria tentado alterar o comando da Polícia Federal em benefício próprio.

O vídeo em questão, liberado com autorização atribuída ao ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello, teve apenas alguns trechos cortados, nos quais seriam citados estados estrangeiros. O vídeo completo somente teria sido entregue às partes envolvidas no inquérito que apura a denúncia do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, que acusa Bolsonaro de tentar interferir politicamente na Polícia Federal.

Após a divulgação do vídeo, o jornalista Milton Neves se pronunciou pelas redes sociais, mostrando-se a favor do presidente Bolsonaro. Pelo Twitter, o comentarista fez diversas postagens, e não deixou barato, chegando até mesmo a alfinetar o Jornal Nacional.

Publicidade

Publicidade
Publicidade

“Chefes do JN devem estar sofrendo p/achar a bala de ouro na edição do “vídeo explosivo”contra Bolsonaro.E o contorcionismo verbal de coleguinhas lembra uma roda presa. Falam,falam e nada de bola na rede. No máximo Bolsonaro ganha cadeira elétrica por”boca suja”!Tava mal,renasceu”, disse ele, como pode ser visto no post abaixo.

Em uma outra postagem, o comentarista também foi irônico ao citar Celso de Mello e sua suposta intenção com a divulgação do vídeo. “Ééééé, Celso de Mello queria aumentar a popularidade de Bolsonaro?! Até agora…”, como pode ser visto abaixo.

E, as críticas não pararam por aí. Milton Neves ainda fez questão de ironizar os opositores do presidente, afirmando que eles entrariam com um pedido de processo de impeachment por “bacasujismo”.

“PT, PSOL e agregados vermelhos decepcionados com o vídeo acabam de entrar no STF com pedido de impeachment de Bolsonaro por “bocasujismo”. Mas ressaltando que não viram há 17 meses nada de “roubismo explícito” que conhecem tão bem. Testemunhas sobram.”, disse ele, ironizando àqueles que são contra a política praticada por Bolsonaro.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Matheus Dayrell

Escrito por Matheus Dayrell

Sócio-fundador do i7 Network. Tenho a profissão de jornalismo como uma paixão e estou sempre em busca de constantes melhorias nos conteúdos que escrevo, estando eles, principalmente, entretenimento, esportes e curiosidades. Meu contato: mdayrell07@gmail.com