in

Roqueiro diz que foi ao inferno e conheceu diabo em coma por coronavírus: ‘Não é tão legal’

O músico Will Carroll disse ter conhecido Satanás durante seu período em coma após ser diagnosticado com COVID-19.

Monet
Publicidade

O coronavírus tem mudado a rotina de muita gente. Algumas pessoas, infelizmente, tem o estado grave da doença. Will Carroll, por exemplo, ficou em coma com o coronavírus. Will Carroll é conhecido por ser músico de uma banda de metal pesado. O roqueiro representa a Death Angel. De acordo com ele, durante o tempo em que ficou em coma, ele viu o inferno. Foram duas semanas nesse estado.

O tempo foi o suficiente, inclusive, para Will Carroll ter um contato mais duradouro com o próprio coisa ruim, o demônio. Pelo menos é o que ele garante, como mostra uma matéria publicada no site da Revista Monet publicada nesta quinta-feira, 21 de maio. 

Além de Will Carroll e do próprio diabo, o inferno teria ainda a presença de uma mulher, que faria companhia aos dois homens. Essa mulher teria transformado o músico em um monstro. Tudo para o roqueiro teria feito parte dos seus delírios enquanto tentava sobreviver à doença, que provocou mudanças históricas em todo o planeta. 

Publicidade

“Então eu acordei no hospital com vários tubos entrando e saindo de mim, tinha uma enfermeira do meu lado e perguntei para ela, ‘eu ainda estou no inferno?’. E ela me ignorou”, disse Will Carroll ao falar sobre o tema, causando verdadeira perplexidade. 

Publicidade
Publicidade

Números do coronavírus disparam no Brasil e no mundo

No mundo, mais de 5,1 milhões de pessoas contraíram o coronavírus. Esse número é de mais de 310 mil no Brasil. Já o número de mortos no planeta ultrapassa 330 mil pessoas, enquanto esse número por aqui ultrapassa 20 mil brasileiros. Os casos recuperados confirmados são acima de dois milhões de pessoas.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.