in

Após deixar o Grêmio, Marinho reclama do Santos: ‘quatro meses que não recebo’

Atacante desabafou nas redes sociais, após ser criticado por torcedores do Peixe.

Divulgação Santos
Publicidade

Ex-atacante do Grêmio, Marinho, deixou o Tricolor no ano passado e foi jogar no Santos. Rápido e bom finalizador, Marinho caiu nas graças da torcida alvinegra, mas agora vem sendo alvo de críticas nas redes sociais, após se posicionar sobre reajuste salarial no clube em meio a pandemia causada pelo novo coronavírus.

A diretoria do Santos abaixou o salário do elenco em 70% e isso desagradou muita gente. Todos os profissionais que recebem mais de R$ 6 mil tiveram salários cortados pela diretoria alvinegra. Muitos outros clubes diminuíram salários, mas ninguém o fez de maneira tão drástica quanto o Santos.

Publicidade

Nas redes sociais, muitos torcedores criticaram Marinho por reclamar do reajuste. No Instagram, um torcedor alfinetou o atacante. “De quase ídolo do Santos, tu agora é o maior símbolo da ganância”, escreveu um alvinegro. Marinho não deixou por menos, respondeu e expôs a situação financeira no Peixe.

Publicidade

“Não preciso provar pra ninguém meu caráter, todos que me conhecem sabe, então fique em paz, amigo! Se fosse por dinheiro já teria saído do clube, quatro meses que não recebo, estou por respeito e por gostar do clube”, afirmou o jogador, revelando o período que estaria sem receber.

Publicidade

Marinho também demonstrou, em outra resposta, estar chateado com o presidente do clube, José Carlos Peres. Em entrevista ao Lance!, Peres respondeu. “Estamos em meio de uma calamidade pública e muitas coisas para resolver. Momento é de paz, reflexões, de criatividade e muitas orações para sairmos deste terrível vírus que colocou o mundo de joelhos. Guerra e ódio não será apropriado”, afirmou o presidente, fugindo do assunto Marinho.

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.