William Bonner contraria Bolsonaro e seus apoiadores com notícia sobre facada

Leia também

O pão italiano na panela veio para provar que tudo feito em casa é mais gostoso

A principal diferença é que ele tem uma casca mais dura, isso é devido a utilização do iogurte na massa.

Esse bife à parmegiana é tão gostoso e pode ser servido em qualquer ocasião especial

Esse nome se deve ao queijo utilizado em sua preparação, o queijo parmesão italiano cheio de sabor.

Essa torta de maracujá com Nutella pode ser considerada a melhor sobremesa de todos os tempos

O maracujá possui alto valor nutritivo, como as vitaminas C, B e sais minerais; é importante observar a casca brilhante, lisa e firme.

Esse creme de milho verde é super fácil e ideal para acompanhar vários pratos

O milho é um dos alimentos mais nutritivos que existem. Puro ou como ingrediente de outros produtos, é uma importante fonte energética.
Diogo Marcondes
Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.
Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem muito interesse em saber se há alguém mais, além de Adélio Bispo, por trás da facada que ele recebeu no dia 7 de setembro do ano passado, durante ato de campanha na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

O então candidato à presidência da República foi esfaqueado por Adélio Bispo enquanto estava cercado por uma multidão de apoiadores na cidade mineira. Bolsonaro foi atendido na Santa Casa de Juiz de Fora e, logo depois, foi transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Publicidade
Publicidade

Desde então, muito se especulou sobre quem teria mandado matar Bolsonaro, mas as informações oficiais mostram que Adélio Bispo agiu sozinho. Nesta quinta-feira (14), a Polícia Federal divulgou novo inquérito em que confirma que Adélio não contou com o suporte de ninguém para cometer o crime.

Publicidade

Bolsonaro e seus apoiadores não se conformam com esta informação. Na segunda-feira (11), o advogado de Bolsonaro afirmou no programa Aqui na Band que uma nova testemunha teria dito que Adélio praticou o crime a mando do Partido dos Trabalhadores.

Publicidade

Nesta quinta, os telejornais da Globo exibiram reportagem com o inquérito da PT. No Jornal Nacional, William Bonner foi claro ao chamar a matéria. “Investigação da Polícia Federal concluiu que o autor da facada no então candidato à presidência Jair Bolsonaro, Adélio Bispo, agiu sozinho”, afirmou o apresentador, antes de a reportagem entrar no ar.

No inquérito da PF consta que Adélio não teve a ajuda de grupos políticos, grupos paramilitares e facções criminosas. A notícia, sem dúvida, não agrada a Bolsonaro, que ainda espera ver algum suposto mandante da facada aparecer.