in

7 fatos curiosos sobre a Primeira-Dama Michelle Bolsonaro

Michelle Bolsonaro já foi envolvida em polêmicas pelos opositores do marido, e já demonstrou também diversas qualidades.

Divulgação: EVARISTO SA (AFP)
Publicidade

Hoje, você irá conhecer um pouco mais da vida da Primeira-Dama, Michelle Bolsonaro, descrita pelos familiares e amigos como discreta, mas que teve atuação importante na campanha presidencial do marido, além de ser bastante atuante na sociedade governamental e fora dela.

Figura atuante e participativa ao longo da campanha, ela esteve ao lado do marido nos momentos mais críticos, como o atentado sofrido no interior de Minas Gerais, na cidade de Juiz de Fora.

Confira logo abaixo, 7 fatos curiosos sobre a esposa do presidente Jair Messias Bolsonaro que talvez você não saiba.

Publicidade

1. Sobre o relacionamento com o atual Presidente da República:

Michelle e Jair Bolsonaro trabalhavam juntos na Câmara quando o PR ainda era deputado e ela era uma das secretárias da Casa Legislativa. O casamento foi celebrado pelo pastor Silas Malafaia e hoje possuem juntos uma filha de 8 anos, a “Laurinha”.

Publicidade

2. Sobre sua vida antes de conhecer Jair Bolsonaro:

O sobrenome de solteira da Primeira-Dama é “de Paula Firmo Reinaldo”. Nasceu no Distrito Federal (Ceilândia) em 1980 e hoje está com 38 anos.

3. Sobre sua atuação na sociedade, segundo Silas Malafaia:

O pastor evangélico também é próximo da família e descreve Michelle como bastante atuante em obras sociais, apesar de ser uma mulher que não gosta de estar sob holofotes.

4. Sobre a maternidade:

Michelle Bolsonaro é mãe de duas meninas. A mais nova, Laura, com o Presidente Jair Bolsonaro e Letícia, de 16 anos, fruto de uma relação anterior. Pessoas próximas a definem como uma mãe rígida, presente e amorosa.

5. Sobre religião:

A Primeira-Dama é evangélica, faz trabalhos sociais e é muito querida na comunidade que frequenta.

6. Sobre ser Primeira-Dama do Brasil:

Michelle sempre se mostrou atuante e quebrou protocolos e preconceitos ao discursar antes do Presidente no ato da posse. Trabalha muito pela inclusão de pessoas com deficiência, tendo inclusive tido várias aparições utilizando a linguagem de sinais – LIBRAS.

7. Sobre timidez e discrição:

A Primeira-Dama é atuante na política, mas aparece poucas vezes e quase nunca deu entrevistas. Em uma rara oportunidade, lembrou que vai trabalhar ao lado do marido pela inclusão social de vários grupos abandonados socialmente e historicamente.

Publicidade