in

Mulher pede para Globo mostrar hospitais vazios e repórter ‘desconcerta’ em resposta

A pergunta foi lida no Instagram e a repórter logo respondeu, não deixando com que as críticas afetasse seu trabalho.

Reprodução TV Globo
Publicidade

Muitas teorias das conspirações giram entorno da situação atual que envolve o novo coronavírus. Críticas à Rede Globo de Televisão, inclusive, se tornaram constantes neste momento.

O perfil do Fantástico, no Instagram, publicou sobre o novo coronavírus poder estar sendo transmitido pelo ar.

Uma internauta não concordou e questionou a Globo por supostamente não mostrarem ‘hospitais vazios’, se baseando em mais um mito que ronda a Internet.

Publicidade

Não. Seria melhor começar a falar das pessoas curadas e hospitais vazios. E que o vírus foi fabricado na China”, afirmou a internauta.

Publicidade
Publicidade

A jornalista Sônia Bridi, que faz trabalhos como repórter na Globo para abordar a pandemia mundial, não deixou barato e respondeu a mulher.

É reportagem. Não é filme de ficção, onde cabe sua imaginação“, disse a repórter, em seu perfil verificado no Instagram, ‘desconcertando’ com a resposta e ganhando mais que o dobro de curtidas da internauta.

Críticas à Globo são constantes

Depois que a Globo começou a ampliar sua abordagem em críticas ao presidente Jair Messias Bolsonaro, apoiadores do mesmo e teóricos da conspiração começaram a fazerem campanhas contra a emissora.

Diversas vezes, o nome da Globo se torna o mais comentado na Internet após reportagens sobre assuntos polêmicos. A emissora, no entanto, por mais que seja criticada por supostamente ter um posicionamento político, sempre ressalta o compromisso de seu jornalismo com a imparcialidade. Bolsonaro é um dos maiores críticos públicos da Rede Globo de Televisão.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com