in

Multidão pró Bolsonaro pede intervenção militar e reação do presidente é histórica

G1
Publicidade

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, discursou em meio à uma multidão neste domingo, 19 de abril. O ato aconteceu na capital federal, Brasília. A multidão pedia, entre outras coisas, uma intervenção militar no Brasil. O país já viveu uma ditadura até a década de 1980. Além disso, essa intervenção não está prevista na atual constituição brasileira. Portanto, é considerado um pedido ilegal. 

Bolsonaro, rompendo qualquer recomendação da Organização Mundial da Saúde, ficou em meio aos populares. Ele em cima da  caminhonete ainda chegou a tossir algumas vezes. O presidente disse que não quer negociar nada e que não ficará disposto a falar com a velha política. 

“Nós não queremos negociar nada. Nós queremos é ação pelo Brasil. O que tinha de velho ficou para trás. Nós temos um novo Brasil pela frente”, disse Bolsonaro, que ainda não chegou a um ano e meio no poder, mas já protagonizou inúmeras polêmicas e ainda teve em seu governo que conviver com o coronavírus. 

Publicidade

“Todos, sem exceção, têm que ser patriotas e acreditar e fazer a sua parte para que nós possamos colocar o Brasil no lugar de destaque que ele merece. Acabou a época da patifaria. É agora o povo no poder”, disse o presidente em cima do carro de som. 

Os manifestantes que apoiam o presidente Bolsonaro ainda pediam outras ações que são consideradas ilegais. Uma delas é o fechamento do Supremo Tribunal Federal, outra o fechamento de Congresso. “Eu estou aqui porque acredito em vocês. Vocês estão aqui porque acreditam no Brasil“, disse, mais tarde, o presidente Bolsonaro em uma rede social. 

FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.