in

Grêmio aceita vender Ferreira, mas pede valor milionário ao Athletico-PR

Divulgação Grêmio
Publicidade

A relação entre o Grêmio e o staff do meia-atacante Ferreira não é nada boa. O jogador segue afastado e o seu futuro ainda é uma incógnita. A novela é antiga e envolve questões salariais, renovação de contrato e promessas que teriam sido feitas pela diretoria do Tricolor e não teriam sido cumpridas.
Ferreira chegou a ser utilizado nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro, quando o Grêmio já não podia ser mais campeão e deu férias ao seu elenco principal. O jogador foi bem. A relação com o clube, porém, é muito ruim.

Ferreira foi revelado pelo Tricolor e pode estar de saída neste momento. O problema são os valores. O Grêmio quer vender o jogador, mas pede 5 milhões de euros (R$ 28 milhões na cotação atual) para vendê-lo. Uma bolada para um jogador que ainda não se firmou no time titular.

O Athletico-PR aceita pagar 5 milhões, mas em reais. Ou seja, a diferença entre o que um time pede e o outro quer pagar é de R$ 23 milhões. Fica difícil haver acordo quando a diferença é tão grande. Resta saber se haverá uma conversa mais conciliadora entre as partes.

Publicidade

Ferreira está sem clima para defender o Grêmio. A diretoria queria aumentar o salário do jogador progressivamente, de R$ 5 mil em R$ 5 mil a cada ano. Neste cenário, ele receberia R$ 35 mil neste ano e passaria a ganhar R$ 50 mil em 2023. A pedida do jogador, porém, é de R$ 100 mil neste ano.

Publicidade

O Athletico-PR aceitaria pagar o que o jogador quer receber mensalmente, mas há esse impasse em relação ao valor do pagamento que seria feito ao Grêmio pelos direitos econômicos do meia-atacante. A situação não é nada fácil.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br