Homem vence coma do coronavírus, após escutar louvor por 7 dias: ‘milagre’

Leia também

Luto: ator de 29 anos tira a própria vida depois de atirar em mulher

No momento, as autoridades investigam o caso para descobrir mais detalhes.

Ô louco! Filha do Faustão cresceu e sua beleza é de cair o queixo

Luciana Cardoso, mulher de Faustão, usou as redes sociais nesta quarta-feira para parabenizar o filho caçula.

Caso Bel para Meninas: acusada de maus tratos, mãe da menina se manifesta e fala sobre ódio

A mãe da menina que vem sendo acusada pela web de maus tratos, resolveu se manifestar e disse sobre 'ódio gratuito'.

Ator é encontrado morto com a namorada e mãe diz detalhes sobre o caso

Eles foram encontrados no último dia 13, mas só nesta semana as mortes foram anunciadas.
Fernando B
As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.
Publicidade

O coronavírus tem mexido com a economia brasileira. O empresário  Hudson Ricardo Alves dos Santos, de 43 anos, acabou sendo uma das vítimas da doença. Ele chegou a entrar em coma por conta da gravidade da doença. Mesmo desacordado, o empresário diz que durante o tempo em que ficou internado, sete dias, ouvia todos os dias uma das enfermeiras louvar no local onde ele estava. 

A canção voltada a Deus fez com que Hudson garantisse que passou  a acreditar que era necessário batalhar ainda mais para ficar vivo e assim sobreviver. A iniciativa deu certo e nessa semana o homem teve alta. Ele estava na UTI de um famoso hospital de São Paulo. A doença tem preocupado as autoridades, justamente, por fazer com que as pessoas precisem ficar muito tempo internadas e necessitarem de Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Publicidade
Publicidade

Ao sair do hospital, como mostra uma matéria do portal de notícias G1, ele foi recebido por muitos aplausos. A equipe de médicos e enfermeiros fez questão de estar com o homem nesse momento tão especial. 

Publicidade

Hudson deu uma entrevista ao site de notícias da Globo, onde deu detalhes sobre como sua saúde ficou durante todo o seu período. Ele ainda contou que a Covid-19 não é tão simples, como alguns acreditam ser. 

Publicidade

“Eu trabalhava, trabalhava, trabalhava, comia alguma coisa e precisava deitar no chão de cansaço. Por quatro dias seguidos, eu tive febre de 38.8º”, contou ele na comovente entrevista. “No quinto dia, meu ex-sogro me levou no hospital e deu negativo para H1N1 e para coronavírus“, prosseguiu  o agora curado do coronavírus.