Fim do confinamento em Wuhan, primeiro epicentro do novo coronavírus

Leia também

Como proteger seu cão do barulho dos fogos; este truque é essencial

A audição dos cães é muito mais poderosa do que a dos seres humanos e você precisa aprender esse truque.

5 coisas que você não pode deixar controlarem sua vida

A vida passa rápido e grande parte das pessoas nem se dá conta dessa efemeridade.

A Rússia possui algumas proibições que você nem imagina; a 9 é inacreditável

Após a Copa do Mundo de 2018, muitas diferenças nos costumes russos vieram à tona.

Mãe de neta de Chitãozinho fala de pensão atrasada e que ex-marido quer auxílio do governo

A mãe da única neta de Chitãozinho mostrou o que parece ser uma indireta após polêmicas.
Shyrlene SP
Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, mas principalmente sobre o tema maternidade. "Busco levar a vida seguindo o manual do criador, a Bíblia".
Publicidade

A pandemia do novo coronavírus tem provocado várias mortes no mundo inteiro. A doença começou na China, no final do ano de 2019 e se alastrou por muitos países. O epicentro da enfermidade que vem assolando a população mundial começou na cidade de Wuhan.

A medida de isolamento usada no local é que serviu como modelo para outros locais como combate a doença. Após tantas dificuldades, uma boa notícia para os moradores locais. Finalmente, o confinamento que foi imposto na cidade chegou ao fim após 11 semanas de isolamento.

Publicidade
Publicidade

Os habitantes de Wuhan já tem permissão para pode sair e entrar na cidade pela primeira vez desde o começo da pandemia. Os 11 milhões de pessoas que residem no local já tem permissão para sair sem a necessidade de usar autorização especial. Contudo, eles precisam usar um aplicativo de telefone que faz o carregamento de dados a respeito de sua saúde do controle de seus movimentos.

Publicidade

O objetivo é fazer a checagem e saber se não houve contato com uma pessoa infectada com a Covid-19. Para celebrar a ocasião especial aconteceu um espetáculo de luzes. Pessoas puderam pegar voos, usar trens e as vias de trânsito tivera um dia de normalidade. A maioria das mortes que ocorreram na china foram nessa cidade.

Publicidade

No total, foram 76 dias de confinamento, os habitantes somente podiam sair de casa para poder comprar alimentos ou fazer alguma tarefa que fosse muito necessária. A enfermidade surgiu no final de 2019, contudo, a primeira morte pelo novo coronavírus somente foi informada em 11 de janeiro de 2020. Desde então, o local teve o registro de 3.331 mortes.

Felizmente, o número de óbitos vem caindo diariamente e neste mês não teve nenhuma morte por causa da Covid-19. Infelizmente, no mundo mais de um milhão de pessoas já foram infectadas e as mortes ultrapassaram 74 mil.