in

Multicampeão Renato Portaluppi recebe elogio surpreendente: ‘estátua é pouco’

Divulgação Grêmio
Publicidade

Renato Portaluppi é o maior ídolo da história do Grêmio. Como jogador foi fundamental nas conquistas da Copa Libertadores da América e do Mundial em 1983. Como treinador, tem escrito uma história impressionante no comando da equipe do Rio Grande.

Renato conseguiu o feito de ser também campeão da Libertadores como treinador, em 2017, quando o Grêmio venceu o Lanús na decisão continental. Antes disso, em 2008, pelo Fluminense, Renato havia chegado à final, mas sua equipe foi derrotada pela LDU, nos pênaltis, em pleno Maracanã.

Publicidade

Além da Libertadores, o treinador conquistou Campeonato Gaúcho, Copa do Brasil e Recopa Sul-Americana pelo Grêmio. Os números são impressionantes e Renato segue como o treinador que mais tempo está em uma equipe no Brasil. Em três anos são seis títulos pelo Tricolor.

Publicidade

No ano passado, toda a história de Renato no Grêmio foi reconhecida. O clube fez uma estátua em homenagem a seu eterno camisa 7. Renato gostou da homenagem que ele mesmo já havia cobrado algumas vezes. A torcida achou merecida.

Publicidade

No mundo do futebol, o reconhecimento ao treinador é grande. Argel Fucks, ex-zagueiro e atualmente treinador, com passagens pelo Internacional, inclusive, elogiou Renato em entrevista à rádio Guaíba. Ele reconheceu o trabalho do colega de profissão.

“O Renato chegou aqui e em três anos ganhou seis títulos. O presidente tem que carregar o Renato no colo. Uma estátua pra ele é pouco”, afirmou Argel. Os torcedores do Grêmio concordam com o treinador. Renato merece muito mais por ser o maior ídolo da equipe.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br