in

Coronavírus: o que os idosos precisam saber para se prevenir contra a doença

Divulgação/Abril
Publicidade

Se você é uma pessoa idosa ou tem algum parente com mais de 60 anos, provavelmente está bastante assustado com todas as informações sobre o novo coronavírus que vem assistindo através dos noticiários. A mídia tem informado que mais da metade das pessoas vítima da doença tem idade acima dos 50 anos e diagnóstico de alguma doença crônica.

O novo coronavírus é uma enfermidade que ataca gravemente o sistema respiratório. O vírus surgiu na região de Wuhan, na China, no final do ano de 2019. Desde então, o mundo todo ficou em alerta. Chamado pelos cientistas de Covid-19, ele pertence à família dos coronavírus, um grupo que reúne agentes infecciosos que podem provocar sintomas como um simples resfriado até outras manifestações mais complexas, com a Síndrome Respiratória Aguda Grave, chamada pelos médicos de SARS  e a MERS – Síndrome Respiratória do Oriente Médio.

Um artigo publicado em um dos jornais mais renomados do mundo, o New York Times, o maior índice de mortalidade da doença foi entre as pessoas idosas, com idade média de 75 anos. Na verdade, os idosos são mais propensos a desenvolver o coronavírus por um motivo, a imunossenescência, que é um processo natural do envelhecimento do corpo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Esse processo reduz a capacidade do sistema imunológico, por esse motivo a pessoa fica mais suscetível a doenças infectocontagiosas. Vale não somente para o Covid-19, mas para outras enfermidades provocados por vírus, como a gripe. A situação fica ainda mais complicada para os idosos que tem doenças crônicas como diabetes, cardiopatias e doenças pulmonares.

A melhor forma dos idosos se prevenirem do coronavírus é manter alguns cuidados básicos. Cuidar bem da saúde de um modo geral, manter o organismo hidratado, lavar as mãos com frequência e evitar contato com pessoas que tenham vindo de áreas de risco.

Também é importante que os idosos mantenham o cartão de vacinação em dia seguindo o calendário recomendando pela SBGG – Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Ainda não existe uma vacina para proteger contra o coronavírus.

Publicidade
Publicidade