in

‘Estamos prontos para caminhões levando corpos?’: Bolsonaro é colocado contra a parede

Uol/Montagem-Russel
Publicidade

Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde, está preocupado com o futuro do país e os possíveis cenários que ele revelou para as próximas semanas não são nada animadores. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, Mandetta até já advertiu o presidente Jair Bolsonaro que o novo coronavírus não se trata de uma ‘gripezinha’, como ele tem dito.

O ministro da Saúde participou de uma reunião com o presidente e alguns outros ministros, no qual revelou que já são dezenas de mortes devido a Covid-19.

Estamos preparados para o pior cenário, com caminhões do Exército transportando corpos pelas ruas? Com transmissão ao vivo pela internet?”, questionou Mandetta. Ele ainda teria solicitado a Bolsonaro que criasse um ‘ambiente favorável’ para que seja possível realizar um pacto entre os governos federal, estadual e municipal, além do setor privados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

É que se todos trabalharem em conjunto ficaria mais fácil encontrar uma solução. Esse pedido do ministro seria para unificar medidas e regras, mas de forma que os critérios científicos ficassem sempre em primeiro lugar.

Outra dica de Mandetta é criar uma central de pessoal e equipamento para que facilite o remanejamento de leitos, médicos, respiradores e enfermeiros entre os estados brasileiros para que uns não fiquem com muito e outros sem nada.

O ministro da Saúde não parou por aí e pediu ao presidente que jamais menospreze a gravidade da situação, mas segundo o jornal, Bolsonaro rebateu.

Enquanto isso o presidente é pressionado pelos grandes varejistas que querem a reabertura do comércio o quanto antes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Russel

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: [email protected]