Ar-condicionado do carro pode transmitir coronavírus? Especialistas revelam toda verdade

Leia também

Ex-marido de Ivy revela verdadeira face da sister após acusação de racismo: ‘Alienada’

No BBB20, Ivy deu declarações polêmicas contra Babu e tem sido acusada de racismo.

10 provas de que Renata Fan é uma das apresentadoras mais lindas e exuberantes do mundo

A apresentadora esportiva é um dos grandes destaques na emissora Bandeirantes.

Número de bebês abandonados aumenta durante a pandemia e causa dor moral

Nas últimas semanas aumentou o número de bebês abandonados e situação é explicada.

Pai de Fernando Rocha é vítima do novo coronavírus; apresentador desabafa

O apresentador que já foi da TV Globo desabafou após seu pai e seu filho serem infectados pelo novo coronavírus.
Russel
Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: russelmy@yahoo.com.br
Publicidade

O ar-condicionado está presente em muitos veículos no Brasil, mas em meio a esta pandemia veio a dúvida: será que este é um meio de transmissão do novo coronavírus? Tem motorista com medo de acionar o ar-condicionado e infectar todos dentro do carro, por isso estão levando o veículo para fazer uma higienização.

É verdade que a higienização do ar-condicionado remove fungos, ácaros e até bactérias das tubulações, que são lugares de umidade. Esta limpeza do ar-condicionado ajuda a evitar algumas doenças respiratórias, mas há empresa afirmando que o serviço é capaz de acabar até com vírus.

Publicidade

Essa higienização do ar-condicionado de veículos pode ser feita com produtos específicos ou então através dos aparelhos de oxi-sanitização. O portal UOL ouviu um profissional que trabalha nesta área e ele disse que é comprovado que o ozônio é capaz de eliminar vírus e até bactérias, como a salmonella.

Publicidade

Mas como o coronavírus é algo novo, muito pouco se sabe a respeito e por isso fica a dúvida se o ozônio realmente seria eficiente contra ele. Especialistas alegam que não há estudos científicos comprovando a eficiência do ozônio no combate ao novo coronavírus.

Publicidade

O professor de epidemiologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 
Ricardo Kuchenbecker, disse que não conhece nenhuma evidência, comprovando a eficácia desse procedimento em relação às infecções de transmissão respiratória. Ele lembrou ainda que o contágio acontece entre duas pessoas e que este deve ser o cuidado de todos no momento.

Lembrando que as autoridades de saúde estão orientando os motoristas a permanecerem com as janelas abertas para melhorar a ventilação dentro do veículo, ao invés de usar o ar-condicionado.