in

Ministro da Saúde diz que só sai demitido; nome de possível sucessor já teria sido escolhido

Agência Brasil
Publicidade

O ministro Luiz Henrique Mandetta, da Saúde, teve seu trabalho colocado em xeque de forma indireta pelo presidente Jair Bolsonaro. Nesta terça-feira (24), Bolsonaro fez pronunciamento em rede de rádio e TV em que foi na contramão do que diz o Ministério da Saúde, e chamou o coronavírus de “gripezinha” e “resfriadinho”.

O jornal Correio Braziliense noticiou nesta quarta que Henrique Mandetta não pedirá demissão do cargo. Segundo a fonte ouvida pelo jornal, o ministro da Saúde só deixa o comando da pasta se for mandado embora por Bolsonaro. As opiniões dos dois sobre o coronavírus é inversa.

Mandetta defende a quarentena imposta à população. Bolsonaro, que se diz preocupado com a economia, defende que as pessoas voltem a trabalhar e que as escolas voltem ao normal. O presidente do Brasil vai na contramão de grande parte das opiniões acerda da pandemia.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

De acordo com o Correio Braziliense, Mandetta estaria descontente com Bolsonaro diante da polêmica que o presidente criou. O Ministério da Saúde acredita que os casos de coronavírus no Brasil vão se multiplicar nos próximos dias. Ainda segundo o jornal, o nome de um possível sucessor de Mandetta estaria sendo disseminado pela ala mais radical do Planalto, liderada pelo vereador Carlos Bolsonaro. Trata-se de Antonio Braga Torres, atual presidente da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Braga Torres estaria mais conectado com Bolsonaro ao ser contra o confinamento de toda a população neste momento. Médico e contra-almirante da Marinha, Braga Neto estava com Bolsonaro na manifestação do dia 15 de março.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!