Apresentador de jornal perde paciência com Bolsonaro ao vivo e xinga: ‘Imbecil’

Leia também

Santos abre conversas por Robinho e depende apenas de um acerto para a contratação

O Peixe não esconde o desejo de repatriar o brasileiro, mas há pendências a serem resolvidas para o sucesso do negócio.

A prisão de João de Deus dá inveja a muitos palácios: de hidro à cama de cristal

João de Deus fica preso em mansão com hidromassagem, elevador e cama de cristal, gerando críticas.

Wendell e Douglas Costa falam sobre retorno ao Grêmio e expõe conversas com Bolzan

Destaque no Bayer Leverkusen, o lateral participou de uma entrevista pela Rádio Gre-Nal e falou sobre diversos pontos da carreira.

Dony De Nuccio surge sorridente após cirurgia complicada e alivia fãs

O ex-âncora do Jornal Hoje precisou ser operado às pressas por conta de fortes dores decorrentes de uma hérnia extrusa, considerada grave.
Fernando B
As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.
Publicidade

As ações do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em meio ao coronavírus tem espantado o mundo. Indo na contramão de todo o planeta e de especialistas, Bolsonaro trata a Covid-19 como “gripezinha” e diz não ter medo da doença, pois tem histórico de atleta. Tantas falas e polêmicas protagonizadas pelo nosso presidente são assunto não só aqui, mas no mundo inteiro. 

Um apresentador de televisão da televisão argentina estava comandando um telejornal ao vivo falando sobre os números de casos em casa país do coronavírus. Foi então quando ele perdeu a paciência e xingou Bolsonaro ao vivo.  Ele chamou o político de imbecil e surpreendeu a todos, tendo repercussão mundial. 

Publicidade

“Brasil já tem 1.891 casos e 34 mortos, enquanto o imbecil do Bolsonaro segue dizendo que isso é uma gripezinha e siga desobedecendo as principais recomendações que a Organização Mundial de Saúde”, disse o apresentador da televisão argentina ao falar sobre o assunto, que está tendo grande repercussão em todo o mundo. 

Veja abaixo o vídeo que mostra o momento em que o apresentador da televisão argentina perdeu a linha com o presidente brasileiro, xingando ele de imbecil.

Publicidade

No mundo, são quase 20 mil pessoas que morreram de coronavírus. Aqui no Brasil, até a manhã desta quarta-feira, 25 de março, eram 46 falecimentos motivados por conta da COVID-19. É preciso lembrar que os chamados pacientes curados da doença já ultrapassam os 100 mil, dentro os mais de 400 mil infectados. Por enquanto, o confinamento ainda é uma recomendação das autoridades. 

Publicidade